Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A “mudança” dos gatos

por Cá coisas minhas, em 19.10.16

Tenho dois gatos. Um, vai a toda a gente e para qualquer lado (acho até que se mudasse de família, ficava bem). O outro, esconde-se de toda a gente e reage muito mal às mudanças (seja ela de que tipo for).

Eu já tinha mudado de casa antes (com os gatos inclusive). E, relembrando a última, já sabia que não ia ser fácil (com o gato complicado). Na outra vez, experimentamos de tudo, incluindo medicação misturada em comida. Mas ele nem a comida comeu. E cada vez que percebia que nós o queríamos agarrar para pôr na caixa, fugia. Até que, a certa altura, nem sei onde fui buscar esta ideia, mandei-lhe um lençol para cima. Ele, assustado, parou e assim, consegui enrola-lo e pôr na caixa.

"Desta vez", pensei, "vai ser mais fácil". "É só fazer o mesmo". Mas qual quê - o gato fugia para todos os lados, percebeu logo o que se estava a passar. O meu stress também já era evidente, e ele com certeza sentia isso. Depois, peguei num lençol maior, encurralei-o num sítio e acabei por conseguir. E lá fomos nós. Depois é que vim buscar o outro.

O pânico do desconhecido dele é de tal ordem, que nas primeiras 48h nem vi o gato. Sempre escondido. Até que lá surgiu uma vez, no silêncio da noite, e passou toda a noite a miar. Sim, ninguém conseguiu dormir. Nas noites seguintes, igual. Mas foi diminuindo, e agora parece já tudo ter entrado nos eixos.

Foi mais uma “luta” que tivemos que travar. O que vale, é que acabamos sempre por rir destas peripécias.

A verdade é que nunca fui a “melhor amiga” de animais, mas por forças maiores, acabei por aceitar a presença destes dois lá em casa. E se, verdade seja dita, as vezes apetece-me “esquecer de fechar a porta”, o que é certo é que estes dois já fazem parte da nossa família. Até a M. ficou muita aflita a perguntar-me porque é que ele estava a miar assim. Quando ela ouviu o “miar normal”, diz ela, “olha mãe, ele já está habituado”. E sim, de facto, assim parece.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


11 comentários

Imagem de perfil

De Marta Elle a 20.10.2016 às 15:14

As minhas gatas também são assim. A mais velha tem medo de tudo e de todos e a mais nova é descontraída.
Imagem de perfil

De Cá coisas minhas a 21.10.2016 às 09:25

Aqui é ao contrário. O mais velho é o mais "relax".
Imagem de perfil

De marrocoseodestino a 20.10.2016 às 15:30

Os meu detesta a visita ao veterinário. Pudera o Snoo já vai com varias cirurgias, portanto é compreensível. A Maria não o tem visitado muitas vezes, mas quando é obrigada a ir para dentro da caixa parece um filme de terror.
A ultima vez também utilizei a técnica do cobertor, mas antes de a conseguir meter lá dentro fiquei com vários arranhões.
Entretanto vou ter de passar por essa experiência novamente.

Imagem de perfil

De Cá coisas minhas a 21.10.2016 às 09:26

Eu da primeira vez que usei essa técnica, também fiquei com um arranhão, mas acreditas que nem me lembro do momento do arranhão? Só reparei depois. Desta vez, não houve arranhões.
Imagem de perfil

De m-M a 20.10.2016 às 15:42

Quando trouxe o Snape e o Botinhas para Lisboa passei exatamente por isso com o Botinhas :)
Mais para o final da vida dele, tudo começou a mudar, pena foi que ele não ficou muito mais tempo connosco.

Com os gatos, tudo se resume a amor e calma... e revirar os olhos com os horários marados deles!

Beijinho,
Imagem de perfil

De Anabela a 20.10.2016 às 15:56

A veterinária do meu Riscas, diz que é normal os gatos stressarem com mudanças. O meu só muda nas férias, pois vai sempre com a família. No primeiro dia e noite anda todo alterado, mas depois vai aclamando...
Mas é curioso serem dois e terem personalidades tão diferentes, visto que são 2educados2 da mesma maneira e pela mesma família :)
Imagem de perfil

De Cá coisas minhas a 21.10.2016 às 09:26

São eles que são mesmo diferentes. É assim. ;)
Sem imagem de perfil

De musiquinhas a 20.10.2016 às 20:08

Muitos parabéns pelo teu destaque,nunca fiz nenhuma mudança,sempre vivi numa miserável aldeia que é linda mas não tem nada que se aproveite a não ser as boas caminhadas que se podem fazer,devido ao facto de a aldeia ser muito parada!!
Imagem de perfil

De Cá coisas minhas a 21.10.2016 às 09:27

Obrigado.
A minha tem a vantagem que em pouco tempo (de carro), estás na cidade.
Imagem de perfil

De mami a 21.10.2016 às 08:26

também não tenho "queda" para animais, mas a verdade é que quando chegam a nossa vida entranham-se de tal forma que é difícil imaginar a sua ausência.
quando vou de féria deixo o meu cão com os meus pais, quando regresso por vezes não o consigo ir buscar de imediato...e a casa sem ele fica estranha
Imagem de perfil

De Cá coisas minhas a 21.10.2016 às 09:28

Sim, é verdade. Passam a fazer completamente parte de nós. Quando vou de férias, também sinto isso.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Links

  •  

  • Blogs de Portugal