Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

03
Nov16

Coisas que se dizem por aí #01

Ana

Ouve-se muitas vezes”... é como andar de bicicleta, uma vez aprendendo, nunca mais se esquece”.

Pois digo-vos já: essa expressão, verdade absoluta que se diz por aí, é MENTIRA.

Porquê?! Porque eu aprendi a andar de bicicleta e já não sei andar de bicicleta. “Não é possível”, vai toda a gente dizer. Mas é possível, sim senhor. Verdadinha.

Aprendi a andar de bicicleta, como toda a gente aprende. Com ajuda, depois sozinha, e caindo e esfolando braços e pernas muitas vezes. Foi numas férias de verão, com uma amiga (na bicicleta dela). Depois disso, lembro-me de ter andado de bicicleta mais algumas quantas vezes. Ora na bicicleta desta minha amiga, ora em bicicleta de uma prima. E talvez em outras, emprestadas. E aí é que eu julgo que está a questão. Nunca foi numa bicicleta minha. Ou seja, não havia regularidade, era assim “uma coisa de vez em quando”.

E portanto, a questão é: é mentira. Tudo se “desaprende”. Tem que haver TREINO. Tem que se ir repetindo. Seja qual for a competência - técnica, social, comportamental, artística, seja o que for. Daí a importância da formação e da experiência. Experimentem lá ensinar uma criança a ler, e depois tirem-lhe os livros, cadernos, revistas, computador, tudo o que signifique ler. Façam isso durante alguns meses, e depois vejam se ela ainda sabe ler. Não sabe, obviamente. Desaprendeu tudo.

Aprender. Fazer. Repetir. Treinar. Aprender. Fazer. Repetir. Treinar. Aprender. Fazer. Repetir. Treinar.

Assim sim, nunca mais se esquece.

[E agora, como se mete um adulto a “reaprender” a andar de bicicleta? Para essa pergunta, é que eu não tenho resposta, porque os adultos ficam mais “conscienciosos” das quedas, e recuperação é mais lenta, e eu sou uma medricas do caraças]

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Arquivo

      1. 2018
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2017
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2016
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D