Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Homenagem às mulheres da minha vida

por Cá coisas minhas, em 08.03.17

Fui criada num ambiente familiar em que o homem é que tinha o poder, mas quem decidia, quem fazia acontecer era a mulher.

A minha mãe, mãe de três filhos, primeiro doméstica, depois trabalhadora por turnos. Sabia tudo o que se passava na escola connosco. Ia a todas as reuniões. Sabia com quem nós brincávamos. Ligava sempre para casa, quando estava a trabalhar. Não estava sempre presente, mas sabia tudo o que se passava. Contava com a ajuda preciosa da sua mãe, minha avó. Era ela que tratava de nós, quando a mãe saía tarde. Era com ela que ficavamos. Era ela que decidia, quando assim era necessário. Eu e os meus três irmãos, sabiamos bem a quem perguntar se podíamos ou não fazer alguma coisa - mãe ou avó.

A minha mãe deu-me outra mulher, que está presente todos os dias desde sempre -  a minha irmã. Lutadora, vencedora, determinada. Tantas vezes se riu da vida e a encarou com olhos de “vamos a isso”.

Na minha infância, a minha primeira amiga, aquela que eu dizia ser a minha melhor amiga, era mulher. Até ao início da minha vida adulta, sempre foi alguém importante para mim, com quem eu gostava de conversar, de estar, de saber coisas da vida dela. A mãe dela, outra mulher, sempre presente no meu dia a dia.

Na escola, não fiz grandes amigas. Fiz algumas. Com o passar dos anos, algumas foram embora de vez. Outras saíram e voltaram. E outras, não estão presentes fisicamente, mas estão emocionalmente. Não todas. Algumas. Aquelas que da forma, como encaram a vida, conseguiram mostrar-me que são “MUITO”.

Já adulta, tenho o privilégio de lidar com mulheres de grande valor. Profissionais rigorosas, “gestoras do lar” competentes, mães cuidadoras, amigas generosas.

Loucas. Divertidas. Desafiadoras. Presentes. Lutadoras. Cuidadoras. Simpáticas. Decididas. Competentes. Lindas. Mães. Irmãs. Esposas. Profissionais. Amigas. Colegas.

São assim as mulheres da minha vida. Aquelas que a vida generosamente me deu.

E aquelas que quiseram ficar e eu quis que ficassem.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Links

  •  

  • Blogs de Portugal