Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Às vezes não dá

por Ana, em 22.11.17

Há dias que acordo antes das 5h da manhã e vou correr. Às vezes não dá.

Há dias em que estou super motivada e cheia de ideias boas.  Às vezes não dá.

Há fins de semana em que faço múltiplas coisas: organizo a casa, roupa, comida, passeio, brinco, deito-me no sofá. Às vezes não dá.

Há semanas em que consigo ter tudo orientadinho ao minuto. Às vezes não dá.

Há dias em que consigo sorrir genuinamente. Às vezes não dá.

Há dias que me sinto grata por tudo aquilo que tenho. Às vezes não dá.

Há dias em que consigo antecipar uma birra da miúda e evitar a mesma. Às vezes não dá.

Há dias em que consigo ignorar o choro da birra da miúda e perceber que aquilo é só cansaço. Às vezes não dá.

Há dias em que me sinto bem na minha pele. Às vezes não dá.

Há dias em que acordo cheia de energia. Às vezes não dá.

Há dias em que gostava de me levantar da cama e ir directa para o sofá e lá ficar até a energia surgir. Mas tantas vezes não dá.

Há dias em que me comparo com aquilo que já fui e fico substancialmente satisfeita com a diferença. Às vezes não dá.

Há dias em que consigo encontrar-me e ser apenas Eu. Mas tantas vezes não dá.

Há dias em que planeio uma viagem. Mas depois concluo que não dá.

Há dias em que todas estas coisas dão. Mas outros tantos, em que não dá.



Autoria e outros dados (tags, etc)

Horas - o que fazemos com elas

por Ana, em 15.11.17

O tempo perguntou ao tempo, quanto tempo o tempo tem. O tempo respondeu ao tempo que o tempo tem tanto tempo, quanto o tempo tempo tem

 

E eu, ponho-me a pensar “realmente, o tempo é aquilo que nós fazemos com ele”.

Sim, de facto 1 hora tem 60 minutos. Para todos. Sempre. E em qualquer lugar.

No entanto, aquilo que cada um de nós consegue fazer em 1h varia. E muito.

Por isso, as horas são aquilo que nós fazemos delas.

 

Fiz em exercício rápido sobre o modo como gasto as minhas horas. E não gostei.

Ora vejamos.

 

  • 1h - Correr
  • 1h - Tomar banho. Vestir. Acordar a miúda. Ajuda-la a vestir. Fazer o pequeno almoço. Comer. Sair de casa.
  • 1h30 - Carro: deixar marido no trabalho. Deixar miúda na escola. Chegar ao trabalho
  • 8h30 - Trabalho: no qual se inclui 1h30 de almoço, a maior parte das vezes no local de trabalho
  • 1h30 - Carro: Chegar à escola da miúda. Chegar ao trabalho do marido. Chegar a casa
  • 1h - Dar uma geral na casa. Preparar jantar. Banho da miúda.
  • 1h - Jantar. Arrumar Cozinha. Deitar miúda.
  • 1h a 2h - Sofá a ver tv. As vezes, ler.  Na maior parte das vezes, adormeço.
  • 6h a 7h - Dormir

 

Façam lá vocês este exercício e digam-me a que conclusões chegam.

A minha: Isto é deprimente. Sou uma refém das horas.

O tempo é um recurso escasso.

E nós gastamos muito tempo, sempre nas mesmas coisas. Temos que ser muito criativos para o conseguir aproveitar da melhor forma.

 

Tenho alguns hábitos que fui adquirindo, por forma a conseguir ganhar mais tempo.

Aproveito o tempo no trânsito para: refletir sobre coisas da vida, ouvir música alto e cantar, falar muitas vezes comigo própria, por a conversa em dia com a minha irmã (por telefone).

Aproveito às vezes a hora de almoço, para fazer compras.

Tive que começar a madrugar, para conseguir fazer algum exercício físico.

Procuro ir fazendo algumas tarefas de casa, durante a semana, para ganhar tempo no fim de semana.

 

De qualquer das formas, quando paro pensar na forma como ando a “gastar” o meu tempo, não fico totalmente satisfeita.

 

E vocês? Quanto tempo têm as vossas horas?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje é 5ª feira...

por Ana, em 09.11.17

... e à 5ª feira, gosto de começar a pensar no fim de semana.

Do que vou fazer.

Do que está por fazer.

No entanto, hoje constatei que HOJE É 5ª FEIRA.

E todas as tarefas que eu devia ir fazendo durante a semana, para conseguir um fim de semana mais tranquilo, ESTÃO POR FAZER.

Fazes hoje”.

Não faço nada.

Porque entretanto, o cérebro pensa “já é 5ª feira...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

“Tudo é considerado impossível, até acontecer."

 

Nelson Mandela

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Manias

por Ana, em 03.11.17

ma·ni·a

(grego manía, -as, loucura, entusiasmo, paixão)

substantivo feminino

  1. Apego excessivo ou obsessivo a uma .ideia ou intenção; aferro a uma .ideia fixa. = FIXAÇÃO, OBSTINAÇÃO
  2. [Por extensão] Capricho, teima.
  3. Desejo imoderado.

 

"manias", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha],

 

Todos nós temos manias.

Coisas que queremos fazer sempre.

Coisas que queremos que sejam feitas sempre de uma determinada maneira.

Coisas que nos recusamos a fazer/experimentar.  

Ideias que criamos sobre determinado assunto/sítio/pessoas.

 

Manias.

 

Conforme “a mania” em causa, atribuímos o significado acima.

És de ideias fixas

Tão teimoso(a)

Isso é só capricho

É tão obstinada(o) esta minha miúda(a)

"Lá estás tu com as tuas manias"

 

São algumas das frases que ouvimos e dizemos.

A questão que eu coloco é: São coisas que até conseguimos mudar, ou é algo que está de tal forma enraizado, que Nós (o autor da mania), nem o vê como mania, mas sim como “assim é que tem quer ser?

Depende da vontade não é? E também depende da mania.

E depende muito da capacidade que nós temos de olhar para “dentro” e rir-mos de nós próprios.

 

Eu tenho algumas manias. [Este post vai sair-me "caro" ]

Coisas que sinceramente para mim, eu até acho básicas, mas que no fundo no fundo são “manias”.

Por exemplo, faz-me alguma confusão: sapatos espalhados pela casa; portas e gavetas de armários abertos; coisas espalhadas à toa em cima dos móveis; loiça suja fora do lava-loiça.

Irrita-me imenso quando planeio alguma coisa e segundos (ou terceiros e quartos, …) não me permitem fazer as coisas conforme planeei.

Tenho uma rotina de manhã e outra ao final do dia, que considero essencial (e fico muito chatinha se não a seguem).

Gosto de fazer as coisas á minha maneira e quando é para fazer é para fazer.

 

São tudo manias no fundo.

Às vezes cedo.

Outras nem por isso.

 

Agora, quando vejo a minha miúda a imitar-me (às vezes deliberadamente, outras enquanto brinca sozinha), relembro estas minhas coisinhas e dá-me vontade de rir. E também percebo que há manias que eu tenho que mudar. Respirar fundo, relaxar e deixar para lá.

 

Mas depois há aquelas coisas que a pessoa por mais que queira, não consegue não é. Quer dizer, náo é por mais que queira, porque no fundo não quer. Eheheheheheh. É isso, percebem-me não é. 

E por aí? Há muitas manias?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Não tenhamos pressa, mas não percamos tempo" 

José Saramago

 

Tão simples.

Tão forte.

Tão directo.

Tão isto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Aqui há tempos deparei-me com esta imagem (já não me recordo se foi no facebook ou mesmo aqui no blogs).

22089746_1984611188425411_7630303369262137106_n.jp

Gostei.

Pensei mesmo: “Inspirador. A ver se imprimo e coloco isto em algum lado para que o consiga ver várias vezes”.

Só que não.

E agora, olhando bem para isto, ponho-me cá a pensar com os meus botões: isto será exequível?

Vamos lá analisar cada um dos pontos.

 

1 hora de exercício

Este começa logo por ser complicado.

Por vários motivos:

  • o meu corpo não aguenta 1h de corrida todos os dias;
  • é muito complicado conseguir 1h por dia de tempo livre todos os dias para ir correr;
  • Chego a casa depois das 19h, o que torna o tempo curto ao final do dia para conseguir cumprir com todos os outros hábitos;
  • Teria que me levantar todos os dias às 5h da manhã, o que compromete o número 8

 

2 litros de água

Não faço ideia se o cumpro. Se calhar até cumpro. Não “conto” a água que bebo. De qualquer das formas, andar a beber água por obrigação, não me parece nada bem.

 

3 chávenas de chá

Não bebo. Mas bebo perto de 3 cafés. Não está certo não. Eu sei.

Mas também, juntar estas três chávenas aos dois litros de água, é capaz de ser assim um bocadinho complicado (muita ida ao WC)

 

4 peças de fruta

Aqui também posso fazer alguma concessão. Como 2 às vezes 3. Não é difícil ir para as 4.

[Mas os nutricionistas não dizem que só se deve comer 2 peças de fruta por dia, por causa do açúcar natural da fruta? Pensava que sim]

 

5 refeições por dia

Esta é na boa. Sim senhora. “Sem espinhas”.

 

6 músicas que te inspirem

Eu até concordo com isto. O problema é que eu para me concentrar tenho que estar em silêncio. E no carro tenho por hábito ouvir rádio, e assim a música fica assim um bocadinho “totoloto”. Tenho que ver melhor isto, tenho.

 

7 minutos de riso

Tranquilo. Gosto de rir. E basta parar um bocadinho e ficar SÓ a ouvir, ver, sentir a minha miúda para o conseguir. [As vezes é que me esqueço ;)]

 

8 horas de sono

Ora aí está uma coisa que me é cara. Antes de ser mãe, se eu não dormisse um mínimo de 8 horas, era um trinta e um. Mas depois, a realidade mostrou-se bem "durinha", e quando conseguia dormir 4 horas seguidas já deitava as mãos aos céus. Agora recuperei o controle sobre o meu sono. Mas a questão agora é outra. Para dormir 8 horas de sono não consigo fazer 1 hora de exercício nem ler 9 páginas de um livro, entre todas as outras obrigações das quais é feita o meu dia.

 

9 páginas de um bom livro

Se estiver para aí virada, vão muitas mais que 9. Se não estiver, não dá.

 

10 minutos de reflexão

Esta é boa. Até me faz esboçar um sorriso. Das duas uma: ou estou cheia de coisas para fazer, e tenho lá tempo para me pôr a reflectir. Ou tenho muito tempo livre e reflicto até demais (esta minha mente não para).

 

E pronto. É isto. A ideia é gira. Mas é difícil.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coisas em introspectiva #10

por Ana, em 09.10.17

Desde sempre que gostei de “conversar” comigo própria.

De desabafar. Reflectir sobre as mais diversas coisas. Em voz alta. Sozinha.

Manias.

A questão é que desde sempre me considerei a minha melhor conselheira. Hoje em dia, já tenho as “minhas pessoas” a quem recorro em algumas situações.

Mas há situações (muitas) em que o que me interessa mesmo é apenas e só a minha opinião. E nessas alturas “falo” comigo própria.

Também me acontece às vezes, estar num grupo onde todos falam/debatem/partilham opiniões sobre um dado assunto, e eu apesar de não verbalizar nada, dou por mim a fazer essa mesma conversa mentalmente comigo própria.

Isto é o quê? Timidez? Arrogancia?

Há quem me considere uma coisa. Há quem me considere outra.

Há quem ainda me julge muito independente e “senhora das minhas opiniões”.

Há também quem ache “que tenho a mania”.

Sei que não é nada disto.

Mas também não sei bem porque sou assim.

O que eu sei é que isto me ajuda a raciocinar. A ver as coisas sobre várias perspectivas. A simplificar. A não me deixar ir na onda dos outros.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coisas em introspectiva #09

por Ana, em 29.09.17

Porque é que as minhas manhãs são sempre uma correria?

Porque é que assim que me levanto, começo logo a fazer uma série de coisas, sem dar tempo ainda aos meus olhos de abrirem e ao cérebro de processar?

Porque é que faço tudo a despachar, sem abrir as janelas sequer e ver como o dia amanheceu?

Porque é que estou sempre em stress?

Porque é que estou sempre a dizer “despacha-te”?

Porque é que não relaxo?

Porque é que não acordo devagar, abro as janelas, aprecio o que há minha volta, inspiro o ar da manhã para ganhar energias para o resto do dia?

Não, não é por acordar tarde. Acordo cedo. Mas provavelmente, se quero isto tudo, vou ter que acordar ainda mais cedo.

[Estes pensamentos vieram-me hoje à ideia, porque só quando me meti no carro é que vi a humidade que estava hoje lá na aldeia, com o nevoeiro cerrado da serra de Sintra. E a pessoa põe-se a pensar: “mulher, tu só vives, nem pensas”. E isto chateia um bocadinho]

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

As minhas pessoas

por Ana, em 21.07.17

Reparo agora que das 9 pessoas top da minha vida, 3 são caranguejos, 4 são sagitários e 2 são virgem.

São as minhas pessoas preferidas.

Cada um deles “surgiu-me” em momentos diferentes. E cada um deles tem um papel diferente na minha vida.

Mas acho curioso que sejam pessoas tão parecidas.

Já não vou para nova. Já conheci muita gente. Já estive próxima de muita gente, que entretanto se foi afastando. Já me afastei e voltei a juntar. E portanto, já percebi que as pessoas que ficam na nossa vida, são as que são para ficar. Aquelas com quem nós conseguimos estar, mesmo sem estar. Aquelas com quem não é preciso fazer conversas de circunstância. Aquelas cujos silêncios não incomodam. Aquelas cujas “piadas” saem sem filtro.

É normal que a selecção vá sendo feita. E que os que ficam sejam semelhantes.

 

Os meus 3 caranguejo [Já tive mais um, a minha avó].

  • O meu marido.
  • A minha irmã.
  • Uma amiga.

Os três são tão diferentes. E ao mesmo tempo tão iguais. O pragmatismo. O sentido de humor. O “cuidado” pelo outro. A empatia. O “chamar-me à razão”, os três de maneiras tão diferentes, mas a fazê-lo.

 

Os meus 4 sagitário

  • O meu irmão
  • A minha filha
  • Um amigo
  • Uma amiga

Estão em maioria. Aqui noto mais diferenças, entre eles e elas. Eles, cuidadores, presentes mesmo sem se fazerem notar. Elas, apesar de uma pequenina, e outra “grande”, parecidas: muito sociáveis, divertidas, despistadas, com vontades muito próprias. Os quatro a darem-me tanto sempre.

 

As minhas 2 virgem

  • A minha mãe
  • A minha cunhada

Com quem eu tenho uma relação mais de “choque”. Temos pontos de vista diferentes em relação a muita coisa. Mas sempre presentes, ainda que não o demonstrem de forma tão transparente. [Como eu, ao fim e ao cabo]. Mas sem nunca “falharem-me”.

 

Eu sou leão. [A minha melhor amiga de infância era leão. Mas a vida definiu-nos caminhos diferentes. Tenho sérias dúvidas que os "leão" se aguentem uns aos outros]

 

Sempre tive com os signos uma relação muito dúbia. Se por vezes acho graça e concordo com as características referidas, outras vezes, acho tudo uma “fantochada”. Mas esta casualidade das pessoas que me são próximas serem todas à volta dos mesmos signos, não deixa de ser muito interessante e quererá com certeza dizer alguma coisa. [Ou então não.]

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor



Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Links

  •  

  • Blogs de Portugal