Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Tem estado muito trânsito.

Toda a gente que anda de carro todos os dias, com certeza já se apercebeu disso.

Ah e tal, é sempre assim, quando começam as aulas. Sim, Mas não. Este ano, está muito mais do que o costume. É surreal.

Já tentei sair de casa mais cedo. Não tive sorte em nenhuma delas.

Até cheguei foi mais tarde. Muito trânsito (já disse?). Acidentes. Carros avariados. (No outro dia, contei 8 situações de carros avariados e/ou acidentados). Ou simplesmente, muitos carros a andar, o que faz com que se ande mais devagar.

Ontem, no trânsito, reflecti sobre esta temática. E cheguei à seguinte conclusão: Pois claro, isto está pior, não é só impressão minha. É porque a crise acabou (dizem os entendidos). E agora há mais gente que largou os transportes públicos, e vai de ir de carro para todo o lado.

E isto anda a irritar-me assim um bocado. É muita chatice logo para começar o dia.

Também é verdade, que a rede de transportes públicos, é o que é. Eu, em trabalhando no centro de Lisboa, não vinha de carro de certeza. Mas para apanhar 3 transportes, e demorar umas 3h a chegar ao trabalho, não é opção. Em minha defesa, alego ainda, que nós vimos os três e voltamos os três, pelo que no nosso caso, sai mais barato o carro do que os transportes.

Bom, mas hoje então, foi pior. E porquê? Porque “fui contra” uma mota. De repente, só vejo uma mota a atravessar-se à minha frente e eu a travar com toda a força.

Um treta. Apanhei um camadão de nervos. Sorte a minha, que a miúda já estava entregue na escola.

Não houve chatices maiores. Entendemo-nos calmamente e ninguém se magoou a sério.

Mas é chato. Estou farta destas confusões. É muito carro, senhores (e motas ).

Como é que resolvemos isto?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

É tudo a ajudar hã...

por Cá coisas minhas, em 12.09.17

A pessoa está com dores de garganta, ouvidos e afins.

Mal consegue estar em pé, tal é a moca.

Toma 2 Ilvicos e vai trabalhar.

A moca é mais que muita.

Os olhos pesam, pesam.

E faz a viagem toda de carro a levar com o sol na cara.

Foi muito dificil resistir à tentação "vou fechar os olhos só um pouquinho".

É tudo a ajudar hã...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quem nunca... #05

por Cá coisas minhas, em 04.09.17

quem nunca 5.jpg

… disse “eu nunca faria/permitiria/diria…” e lá caiu?



Autoria e outros dados (tags, etc)

E setembro começa...

por Cá coisas minhas, em 01.09.17

É tão bom começar assim...

 

Primeiro,

A rua da escolinha bloqueada com umas três carrinhas a fazer não sei o quê. Nenhum carro passava. Lá fomos nós dar a volta maior, estacionar longe e ir a pé. Miúda, carregando a sua mochila nova - um trolley da Frozen que eu disse várias vezes que era grande e que tinha que ser ela a carregar, mas quis porque quis trazer. Resultado: acho que se arrependeu logo no primeiro dia (mas não deu parte de fraca).

 

Segundo,

IMG_20170901_083551.jpg

 Acidente na IC19. Trânsito parado assim que lá entrei.

 

Tão bom.

Tinha tantas saudades disto tudo.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quem nunca... #04

por Cá coisas minhas, em 28.08.17

quem nunca 4.jpg

… imaginou que estavam a sair centenas de moscas da boca de alguém, enquanto o ouvia dizer tanta m****?



Autoria e outros dados (tags, etc)

Quem nunca... #03

por Cá coisas minhas, em 21.08.17

quem nunca 3.jpg

… esteve com alguém, contando interiormente todos os segundinhos, para que chegue a hora de sair dali?



Autoria e outros dados (tags, etc)

Quem nunca... #02

por Cá coisas minhas, em 14.08.17

 

quem nunca 2.jpg

 … fala, e logo de seguida pensa: “mas porque é que eu não fiquei caladinha?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Este meu cão...

por Cá coisas minhas, em 10.08.17

Estávamos a jantar.

Começo a ouvir um barulho que me parecia chuva.

Digo para o meu marido: “Parece que está a chover”.

Ele ignora.

Olho para a janela, não vejo chuva.

Mas o barulho continua. Resolvo ignorar.

A campainha toca. Espreito e vejo que era a vizinha do lado.

Que será agora”, penso eu.

Chego ao portão.

Torneira da rua aberta.

Quintal cheio de água. Rua cheia de água.

Diz a vizinha “Estava a ouvir um barulho estranho e não sabia de onde vinha. Vim cá fora e vi o seu cão debaixo da torneira, aberta

Pois que este meu cão, abriu a torneira e estava a banhar-se…

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coisas que me acontecem #06

por Cá coisas minhas, em 09.08.17

Precisei de ir lavar o motor do carro.

Com algumas dificuldades acabei por encontrar um sítio.

Marquei por telefone. “Pode ser hoje às 18h?

Resposta: “Ok, está marcado

Eu: “E não precisa de nome, matricula, nada?"

Resposta: “Sim, sim, qual é o carro?

Disse. E eu já a pensar “Isto vai ser bom…

Lá fui.

E pronto. Enfim.

Chego lá. “Ah, sim sim… Ou não sei quantos, recolhe aí os dados da senhora

E lá vem ele: caneta e folha branca.

Ele: “...” (Não percebi o que disse, pensei "deve ser o nome")

Digo, primeiro e último nome.

Ele: “Ah, basta o primeiro

E fica a olhar para mim. Eu a olhar para ele.

Silêncio.

Até que ele diz: “O seu número de telefone?

E foi só isto, a dita recolha de dados.

Aguardei na salinha de espera.

Dona para aqui. Dona para ali.

E no fim. “Pronto, dona já está.” Diz isto, enquanto levanta a camisola para lavar a cara e vejo as calças quase ao pé dos joelhos, e os boxers, claro.

 “Quanto é?”, pergunto eu.

“20 euros.”

Adeus e obrigado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A aldeia onde eu vivo #12

por Cá coisas minhas, em 08.08.17

Viver na aldeia também tem destas coisas.

Tendo em conta que os autocarros só passam ali 3 a 4 vezes ao dia, e apercebendo-me que uma senhora apanhava o dito às vezes às 7h15 para ir à localidade mais próxima, disse-lhe um dia destes:

Se algum dia precisar de ir de manhã, em vez de apanhar a camioneta, venha connosco. Nós de caminho passamos sempre por lá, e sempre é uma viagem que poupa. Nós saímos por volta das 07h30. Fale connosco de véspera, que nós assim nesse dia já sabemos

A senhora ficou muito agradecida.

Agora, com miúda e pai da miúda de férias, já não preciso de sair tão cedo de casa.

A semana passada, acordo um dia com a campainha.

Olho para o relógio: 06h35.

Não posso

Campainha toca outra vez.

Levanto-me.

Quem era?

A vizinha.

Diz a senhora: “Hoje pode levar-me?

Respondo: “Sim, posso. Mas hoje vou mais tarde?

Vizinha: “Mais tarde? A que horas?

Eu: “Aí, por volta das 08h15

Vizinha: “08h15? A camioneta passa as 07h15. Eu vou pensar. Se não estiver aqui é porque já fui

Eu: “OK

E voltei para a cama.

Fiquei despachada antes das 08h15. Mas tinha combinado com a senhora.

Aguardei no carro. Nada.

Eu já a pensar “Mas porquê que eu me meti nisto?

08h16 arranquei com o carro.

Sozinha.

Chego à localidade vizinha.

Entro no café. Quem lá estava? Pois. Exato.

[Quem me manda a mim ser boa pessoa, simpática e prestável]

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor



Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Links

  •  

  • Blogs de Portugal