Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

09
Fev18

Coisas que os miúdos dizem: análise de caso prático

Ana

Situação:

 

Saí mais cedo para poder estar presente numa atividade que ia decorrer na escola da miúda. O pai não conseguia. Para mim também era difícil, mas como me fez confusão a ideia de ela não ter lá nenhum de nós, lá me consegui organizar para ir.

Pois que na volta para casa, a miúda diz: "Os pais têm muito trabalho, e as mães não. Foi por isso que o pai não foi e tu foste"

 

Perante isto eu:

A) Fiquei toda inchada e pensei menina bonita, sabe que a mamã está a fazer o papel dela e o papá o papel dele. Pois toda a gente sabe que os homens é que têm que trabalhar a séria.

B) Passei-me da marmita e comecei a disparatar com a miúda, que ela era uma ingrata e que eu também farto-me de trabalhar.

C) Chorei silenciosamente, para não ferir a miúda mas fiquei muito triste com o comentário.

D) Dei-lhe ali de imediato uma lição sobre igualdade de género. Era o que mais faltava.

E) Expliquei que o trabalho que eu deveria ter ficado a fazer mas não fiz para poder ficar com ela, teria que fazer à noite depois de ela se deitar. 

 

Digam-me lá:

1) Qual a resposta que dariam?

2) Qual a resposta que acham que eu dei?

19
Jan18

Ser mãe, faz de mim melhor pessoa

Ana

Ser mãe da minha filha, faz de mim melhor pessoa.

E porquê?

 

Porque me ajusto.

Porque procuro várias alternativas para lidar com "as crises".

Porque chego várias vezes à conclusão, que "também" é culpa minha.

Porque percebo que às vezes facilito, e depois tenho que arcar com as consequências disso.

Porque percebo que às vezes sou eu, que não estou a conseguir lidar com a situação da melhor forma.

Porque às vezes, me inspiro e encontro a solução de uma forma completamente diferenciadora.

 

Ajuda-la a ultrapassar os seus medos, faz de mim melhor pessoa.

Mostrar-lhe que não sou sua amiga, mas sim sua mãe, faz de mim melhor pessoa.

Impor-lhe limites, faz de mim melhor pessoa.

Inventar 1001 fadas, faz de mim melhor pessoa.

Conversar com ela, faz de mim melhor pessoa.

 

Dar-lhe regras

Dar-lhe segurança,

Dar-lhe ferramentas, para ela se sentir mais segura e confiante.

Situa-la.

 

Avaliar-me. Reajustar-me. 

Faz de mim, muito melhor pessoa.

 

[Este post é de uma mãe que não segue a parentalidade positiva, nem de uma mãe autoritária. É simplesmente de uma mãe. Uma mãe que educa, e procura todos os dias fazer o seu papel da melhor forma]

30
Dez17

A miúda e os filmes

Ana

A miúda começou a cerca de um ano a gostar de ver filmes. Já fomos algumas vezes ao cinema. Aguenta-se bem a sessão toda. Em casa, também vê. De preferência, (99% das vezes) filmes das princesas da Disney. O problema é o seguinte: vê os filmes por temporadas. O que quer dizer isso? Eu explico. Anda semanas (ou meses) a ver sempre o mesmo filme. "Mamã quero ver um filme" "Ok, qual?" E escolhe sempre o mesmo. Já tivemos a temporada "Pequena Sereia". A temporada " Branca de Neve". A temporada "Frozen". A temporada " Bela e o Monstro". Pelo meio, foi experimentando outros. Mas não se transformaram em temporada. Agora estamos na temporada "Cinderela". Já não posso com isto. Mas ela diz que ainda não sabe as falas todas. Socorro.

27
Dez17

A festa da miúda

Ana

Foi única.

Fantástica.

Ela estava super feliz.

Foi no Cantinho dos Póneis, em Sintra.

Se não conhecem, recomendo a visita. É um sítio giro, não só para festas de aniversário.

A pedido dela, o tema foi Frozen.

A decoração foi um misto de trabalho a duas com decoração solicitada.

Passámos o dia de véspera, as duas, nos preparativos.

Cozinhamos. Cortamos. Colamos.

O resultado final foi este.

IMG_20171223_135338.jpg

 E o comentário foi: "eu pensava que ia ser bonito, mas está muito melhor do que eu imaginava".

 

O sítio é giro e espaçoso. Dá para as crianças fazerem actividades com os animais, mas também para brincarem a vontade.

E dá para os adultos estarem presentes e conviverem igualmente.

Foi cansativo e trabalhoso, mas valeu a pena. Claro.

No entanto, já aprendi uma lição: próxima festa de aniversário, será com lanche já incluído. E só para crianças.

 

21
Dez17

5 anos

Ana

5 anos de mãe.

5 anos de amor.

5 anos de aprendizagem.

5 anos de partilha.

5 anos de descoberta.

5 anos de olhos grandes.

5 anos de perguntas.

5 anos de abraços.

5 anos de beijos.

5 anos de "mãe és a minha preferida".

5 anos de "mas tu nunca me deixas fazer nada".

5 anos de ternura.

5 anos de eu a abrir muito os olhos.

5 anos de eu a respirar fundo tantas vezes.

5 anos de jogos.

5 anos de brincadeiras.

5 anos de conversas.

5 anos de filha.

 

A minha miúda hoje faz 5 anos. 

Há 5 anos a arrancar-me suspiros e risos.

Há 5 anos a deixar-me com os cabelos em pé.

Há 5 anos a amar-me e a deixar-se amar.

Há 5 anos em "sonhos de estrelas e sonhos cor-de-rosa".

15
Dez17

Carta ao Pai Natal

Ana

Caro Pai Natal,

Serve a presente carta para fazer uma exposição contra algumas coisas que me estão a enervar um bocadinho.

 

Em primeiro lugar.

Arranje um telefone. E ande sempre com ele. O argumento que ao longo de quase 5 anos tenho vindo a utilizar com a minha filha “olha que eu ligo já ao Pai Natal…” já não está a surtir efeito pois ouço constantemente a resposta “o Pai Natal não tem telefone”. Por isso, é conveniente que passa a andar SEMPRE com um telemóvel consigo e que o mesmo seja VISÍVEL.

 

Segundo.

Quem é que o mandou confirmar diretamente com a miúda que ela vai receber um determinado presente??? Ela pediu-lhe UM. E o Sr. Pai Natal, disse que sim, sim senhora que já estava feito. E agora, como é que a pessoa descalça essa bota? [Por acaso, já descalcei, mas com muito esforço e pesquisa e imaginação. Quem tem que ter isso tudo é o Sr. Pai Natal, não eu]

 

Terceiro.

Faça qualquer coisa contra a publicidade de brinquedos no Natal. Peço-lhe por favor. Peço-lhe não. Exigo. A cada segundo, surge na cabeça da minha miúda um novo pedido. E depois eu vejo. E acho tudo tão giro, que por minha vontade vai tudo. A minha carteira é que não concorda nada.

 

Posto isto, a única forma de resolvermos estes litígios e eu não fazer queixa formal contra si é compensar-me. Sim, sim. Compensar-ME. E como? Segue abaixo uma lista de coisinhas que eu gostaria de receber ou que simplesmente acontecessem na minha vidinha. OK?

  • Roupa, Calçado e Acessórios. Eu sei que o Pai Natal conhece os meus gostos, por isso veja lá o que encontra por aí prontinho para me entregar.
  • Diminua a intensidade e ocorrência das birras da minha cria.
  • Faça o meu marido entender que eu não sou chatinha, eu faço é questão que tudo decorra conforme o planeado.
  • Elimine as pessoas chatas que andam à minha beira.
  • Dê-me discernimento para rir das coisinhas que me vão aparecendo e força muita força para lidar com outras tantas.
  • Mantenha aqueles de quem gosto felizes.
  • Aproxime-me mais e cada vez mais, de quem me traz conforto e me faz sentir EU.
  • Relembra-me TODOS OS DIAS, aquilo que é importante e abana-me quando estou a dar importância a coisas sem importância.

Acima de tudo, ajuda-me a manter a magia destes dias no brilho dos olhos da minha filha. Não me deixes perder a paciência e ir na onda daquilo que não me está a agradar. Tenho a certeza que isso fará de mim uma melhor pessoa [E só por isso, só por isso, não levarei as minhas queixas ao mais alto nível.]

 

Saudações natalícias,

Ana

 

07
Dez17

Coisinhas chatinhas.

Ana

Está frio.

Muito frio.

[Sim, isto também é um post sobre o frio]

Desculpem lá, mas é que isto custa.

 

Custa a sair da cama. Correr? Esquece. É que nem tenho tentado.

 

O mau feitio matinal da miúda, ainda fica mais aguçado.

"Tenho sono".

"Tenho frio.

"Não quero acordar".

"Não quero vestir esta roupa".

 

Eu, como não tenho corrido de manã, ando sem energia. Sem vontade para nada. 

Passo o dia a pensar no momento em que chego ao sofá.

 

Andamos todos enchoriçados. Cheios de camisolas e casacos.

Mal nos conseguimos mexer.

Enfim.

Coisas chatas.

 

25
Nov17

Passado no Presente

Ana

Procuramos sempre aquilo que nos faz feliz. Temos, na nossa história, as nossas memórias. Um cheiro que nos recorda algo, faz-me inspirar bem forte. Viver um hábito de alguém que nos fez tão feliz, relembra-me de quem sou. Cozinhar um prato que alguém fazia na perfeição, enche-me de saudade boa. Saber que esse prato vai fazer a minha miúda feliz, deixa-me tranquila e cheia de amor.

14
Nov17

Coisas da miúda #56

Ana

No sábado de manhã, chego a casa depois da minha corrida e a miúda estava no seu quarto a brincar.

"Então, M., tudo bem?"

"Sim, estive a fazer ali uma obra de arte?"

"Ai, sim? Então?" [Nada pretensioso]

"Escrevi que sou uma princesa".

????

"Olha".

[E mostra-me]

IMG_20171111_094451.jpg

Passo a explicar: por cima da cama dela, tem uma faixa que diz "I am a princess". E ela copiou. Como não havia mais espaço á frente, passou para baixo, da direita para a esquerda e da esquerda para a direito na terceira linha.

Está encantada com a escrita. Pede-me várias vezes para eu escrever uma determinada palavra que ela queira, e depois "copia".

Sobre mim

foto do autor

Também estou aqui

E aqui

Strava

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D