Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Usar os outros como espelho

por Cá coisas minhas, em 23.06.17

Há uns anos atrás, logo do início do nosso namoro, o meu marido apresentou-me os queques da Ericeira.

Compramos e fomos para o carro para os comer a ver o pôr-do-sol, tal casal jovem e apaixonado.

Quando entramos no carro, no carro ao lado, estava um casal a fazer exactamente o mesmo. Mas com uma diferença. Com um elevado excesso de peso.

Não. Nem penses que vamos fazer o mesmo”. Saímos dali, já não me lembro para onde. Mas sei que os queques não me souberam assim tão bem, porque a culpa veio ao de cima.

Várias vezes nos lembramos disto e nos rimos com a situação. Mas no fundo no fundo, isto até nem tem graça nenhuma.

Aqui há dias, entrei num café de praia e vi uns croissants de chocolate enormes. Com um aspecto irresistível. Várias pessoas a comprar.

Consegui resistir à tentação de não comprar.

Sento-me na esplanada. Na mesa ao lado, adivinhem lá?

Um casal com MUITO excesso de peso, mas mesmo mesmo MUITO, a comer o belo do croissant.

E eu só pensei: “ainda bem que eu não o pedi, porque certamente não me iria saber bem”.

Não vou aqui fazer juízos de valor sobre o comportamento destas pessoas. Até porque já falei sobre este assunto aqui .

Agora o que eu sei é que eu, apesar de estar entre os níveis normais de massa gorda, tenho peso a mais, e tenho gordura acumulada em vários sítios do meu corpo, e por isso todos os dias tenho que gerir esta vontade de comer “guloseimas” versus “sei bem que isto me faz mal, por isso é melhor não”. Às vezes ganha a gulosice. Outras vezes, a razão. Não tenho a menor dúvida de que se a gulosice ganhasse sempre, eu estaria igualmente com MUITO excesso de peso.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

De Gorduchita a 23.06.2017 às 10:34

Também me faz um pouco de confusão ver tais coisas (embora eu não seja ninguém para falar, com os meus 10-12kg a mais e uma gulodice que não acaba).
Mas é como eu costumo dizer: eu não me posso queixar, eu sou gorduchita porque como. Não é como aquelas que acham que até com o ar engordam (e depois tomam café com adoçante e uma nata a acompanhar).
Cada um tem de tomar conta de si, não é?

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Links

  •  

  • Blogs de Portugal