Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

20
Jun18

Dicas para treinar cedo

Ana

Correr cedo, exige algum método e disciplina.

Tive que desenvolver algumas estratégias pessoais, para que resulte.

Ás vezes as pessoas perguntam-me "como é que consegues?"

Hoje partilho convosco.

Isto é o que funciona para mim.

Tenho que sair de casa as 07h30 e se não for assim, não terei tempo para ir correr antes.

Já tentei correr ao final do dia, mas não funciona muito bem comigo - nem com o meu organismo, nem com a minha logística familiar.

Esta é a melhor hora, quando todos ainda dormem.

 

Nem sempre consigo cumprir, mas para ser possível para mim, há algumas questões que considero fundamentais.

São elas:

1. Deitar cedo.

Esta é básica e fundamental. Se o objectivo é acordar antes das 05h30, então tenho que ir para a cama por volta das 22h. Ler um bocadinho e adormecer antes das 23h. Nem sempre é fácil, e pode dar-se o caso inclusivé de o sono ainda não ter chegado. No entanto, se começarem a fazer da corrida uma rotina semanal, acreditem que a esta hora já começam a sentir sono e conseguem adormecer com facilidade. Para cumprir isto, é fundamental (para mim) não ir para o sofá ver tv, pois se adormeço no sofá, depois ando ali numa luta para ir para a cama e lá se vai o deitar cedo por "água abaixo".

 

2. Por o despertador para uns minutos antes da hora que querem efectivamente levantar-se.

Ou seja, eu faço as contas ao tempo que precisarei de correr faço aos km previstos para a corrida do dia seguinte. Por exemplo: se quero correr 5 km, é importante que saia de casa por volta das 05h50, para no máximo as 06h30 estar a entrar em casa já com os alongamentos feitos. Então ponho o despertador para as 05h25, pois já sei que é possível que resista umas 2 ou 3 vezes e adie o despertador.

 

3. Deixar a roupa de corrida, já na sala, pronta.

Assim não perco tempo á procura da roupa, nem acordo ninguém com o barulho. É só vestir, comer qualquer coisa (normalmente meia banana) e sair. Em menos de 10 minutos saio de casa.

 

Oiço muitas vezes as pessoas dizerem que "gostavam de... mas não têem tempo". O tempo arranja-se. É só uma questão de querermos ou não querermos. Quando falho um treino que tinha previsto, não é por não ter tempo, é porque não quis ou não estava em condições para o fazer.

Noites mal dormidas. Cansaço. Chegar tarde a casa. Logistica familiar. Todos têem. É uma questão de tentarmos encontrar o "melhor horário para nós".

 

[Eu encontrei o meu, mas não foi logo á primeira]

 

19
Jun18

A aldeia acorda cedo

Ana

05h47 - saio de casa e dou os bons dias ao meu cão

05h50 - começo a correr

05h57 - encontro duas vizinhas a caminhar

05h59 - passo pela primeira das casas com cães: todos eles me dão os bons dias de forma bem audível

06h05 - passo pela segunda casa com cães: um deles "cumprimenta-me" com ar de mau e o outro até sai de casa para vir ter comigo

06h08 - passo pela terceira casa com cães: estes não ladram, mas vêem todos a correr para ao pé do muro para me verem

06h18 - encontro um vizinho a sair da aldeia com o tractor

06h22 - termino a corrida e dou uns passos até casa

06h23 - vejo o vizinho do pátio da frente, na rua "a apanhar fresco".

18
Jun18

Semana da desculpa

Ana

Depois de uma semana bem intensa, super cumprida, eis que chegou a semana da desculpa.

Dos 4 treinos previstos, só aconteceu 1.

Foi na 4ª feira. 8 km, a um ritmo de 5:59. Pelo menos, foi o único mas foi em bom.

Vamos lá ao relato (das desculpas).

 

Na 3ª feira, era para ter sido 5 km, mas não me consegui levantar cedo. Estava rota, pois tive uma 2ª feira agitada. Ainda pensei ir ao final do dia, mas depois ao final do dia não me apeteceu.

Na 4ª feira, foi feriado e por isso não foi precisei ir correr muito cedo. Cumprido. E fiquei super satisfeita com a velocidade média.

Na 5ª feira, foi dia de descanso.

Na 6ª feira, era para ter sido 8 km, mas a preguiça falou mais alto na hora de sair da cama. 

No Sábado, estava uma ventania enorme lá para os meus lados (e em todo o lado, julgo), pelo que arranjei mais essa desculpa.

E no Domingo, estavam previstos 12 km, mas... Acordei as 10h. Já estava muito calor para me meter nesses trabalhos.

 

E foi assim. Podia não ter vindo cá dar-vos conta do meu falhanço. Mas vim na mesma.

Esta semana tenho que voltar a entrar na linha. 

11
Jun18

Semana dolorosa mas cumprida

Ana

E cá estou eu para vos fazer o relato da semana que passou.

Conforme referi a semana passada, inscrevi-me numa meia maratona em setembro. E para não perder o foco, todas as semanas, faço-vos um relato dos meus treinos da semana anterior.

Esta semana portei-me bem, e fiz todos os treinos previstos.

Cá vai:

 

3ª feira, 5 km - cumprido a um ritmo de 6:22. Depois do despertador tocar, ainda dei mais uma volta na cama, ponderando ficar a dormir. Mas depois ganhei juízo e lá consegui. Estava frio, mas o dia já tinha nascido totalmente. As pernas continuam a resistir um bocado e ainda penso com alguma frequência "mas isto nunca mais acaba".

 

4ª feira, 8 km - cumprido (8,15 km) a um ritmo de 6:19. Dormi mal. O alarme estava ligado para as 05h10. Acordei ainda não eram 05h00. Deixei-me estar deitada, já irritada e a inventar desculpas. O alarme tocou as 05h10, as 05h15, as 05h20. Levantei-me, a pensar "se estiver a chover volto para a cama". Não estava. Equipei-me. Comi meia banana e saí. Espanto total: estava a chover. "Eh pá, agora já estou pronta." E lá fui. Molhei-me toda. E muito vento. Durante várias vezes pensei que iria fazer menos que os 8 km. Primeiro, por causa da chuva (pensei em encurtar o caminho). Depois, quando estava a fazer o percurso para trás e a pensar nas últimas subidas, pensei várias vezes "faço-as a caminhar". Mas não, fiz tudo a correr. Cheguei ao fim satisfeita.

 

5ª feira, descanso - cumprido. E que bem que me soube. Custou a adormecer (corpo moído = dores = dificuldade em adormecer). Mas depois, dormi como uma pedra. Só acordei quando o despertador tocou. E o corpo recuperou. "Foram-se" as dores.

 

6ª feira, 8 km - cumprido (8,07 km), a um ritmo de 6:32. Dolorosos. Mas cumprido. Apanhei chuvinha só no fim. Apesar do ritmo ter sido lento, foi dentro do tempo previsto para o treino, e cheguei ao fim com o sentimento de dever cumprido. No final do dia, estava bem aflitinha de dores. Pernas, pés. Precisei de massagem.

 

Sábado, descanso - cumprido. Recuperação.

 

Domingo, 12 km - cumprido (12,2 km), a um ritmo de 6:14. Espectacular. Alguns km a correr abaixo dos 6:00. Cheguei ao fim, mesmo bem. Calma. Parece que descarreguei todo o stress que tinha em mim. Tomei banho nas calmas. Andei toda a tarde mole e com sono. Mesmo mesmo bem. Ao final do dia, estava cheia de dores e cheia de sono. Pensei até que não ia conseguir dormir, mas dormi.

 

Foi fácil? Não. Mas apesar de algumas contrariedades, consegui ultrapassá-las e cumprir.

Venha mais uma.

[Hoje é dia de descanso]

09
Jun18

Gosto. Não gosto.

Ana

Gosto dos meus. Não gosto que falem mal dos meus. Não gosto de cerejas. Não gosto de descascar pêssegos. Arrepio-me toda. Gosto dias de sol, mas com pouco calor. Gosto de chuva. Mas em Novembro, deitada no sofá. Gosto de ler. Gosto de ver programas de culinária. Não gosto das tarefas da casa. Gosto de salsichas. De folhados. De um copo de vinho. Gosto de organizar as compras e o frigorífico. Gosto de ir às compras sozinha. Não gosto de ir às compras acompanhada. Gosto de praia. Não gosto de tomar banho no mar. Gosto do silêncio. Gosto de beber café, a apanhar sol. Gosto quando sou turista. Não gosto de estar no meio de muita gente. Gosto de ouvir o som da respiração da minha filha, quando acaba de adormecer. Gosto que ela adormeça rápido, e sozinha. Não gostei quando ela demorava tempo a adormecer e precisava de companhia. Gosto de dormir até tarde. Gosto de correr, quando ainda estão todos a dormir. Gosto de visitar museus. Não gosto de estar com gente chata. Não gosto de estar com gente de quem não gosto. Gosto de rir de coisas parvas. Gosto de falar. Não gosto de estar num grupo de pessoas, e que essas pessoas estejam a mexer no telemóvel, quando supostamente deveríamos estar todos a conversar. Não gosto de fazer algo contrariada. Gosto de trabalhar, quando envolvida no projecto. Gosto de ser estimulada. Gosto de ter ideias. Gosto de bolos caseiros bem feitos (não os meus). Gosto de rissóis e croquetes. E de batatas fritas. Não gosto de fazer fritos em casa. Gosto de música portuguesa, da boa. Não gosto de chuva no Verão. Gosto de piqueniques com os amigos.

08
Jun18

Coisas que me incomodam

Ana

Semana 23: Coisas que me incomodam no mundo contemporâneo.

 

Exposição excessiva.

Aquela necessidade constante de tirar foto a todos os momentos e partilhar nas redes sociais cada um desses momentos.

Quando exagerado (que o é, na maior parte das vezes), é mau e pernicioso.

Parece que existe uma necessidade de mostrar ao mundo "que também se faz coisas e tal".

 

O facto de existir tanta gente, que acha que pode dizer como é que os outros devem gerir a sua vida.

Isto hoje em dia, está cheio de gente que sobre "a casa dos outros" tem muito a dizer. "Ah, se fosse comigo..." É o que se ouve mais.

E porquê? Porque na Internet, já se sabe, sabe-se tudo. E estamos cheios de especialistas em problemas dos outros.

Irrita-me isto.

Nem sei se é hipócrita. Se é má educação. Se as pessoas nem pensam bem no que estão a dizer. Porque no fundo, para os problemas dos outros têm sempre solução, mas para os seus, está quieto.

 

Pessoas, que estão no trabalho, com a atitude "aqui estou, e o que quiserem digam, mas não chateiem muito que eu não consigo dar conta do recado"

Motivação, zero.

Iniciativa, zero.

Estão ali para o que lhes pediram, desde que não dê muito trabalho.

Isto é também um fruto, desta época. É assim que a malta dos vinte e pouco está a chegar ao mercado de trabalho.

 

 

Sobre mim

foto do autor

Nº de Visitas

contador de visitantes

Também estou aqui

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D