Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

10
Ago17

...

Ana

Há coisas que nos acontecem na vida que nos deixam de tal modo transtornados que nos recusamos a “absorver” as mesmas. Porque sabemos que se aquilo entra em nós, a exteriorização daquilo que sentimos será tão forte, tão esmagadora, que não sabemos se nos conseguimos levantar.

A questão é que, a recusa de absorção das mesmas, não é nada. Porque tudo está ali. Ao de cima. Á espera de conseguir entrar.

E depois vão surgindo momentos, estímulos, que abrem a porta e “aquilo” tenta entrar.

As alternativas são: fechar depressa, lidar momentaneamente com aquilo que acabou de entrar, mas selar logo, porque senão abre outra vez; ou, deixar logo entrar tudo de vez.

Por norma, recorro sempre à primeira. Acho sempre que não tenho “tempo” para lidar com as coisas. Preciso de me manter à superfície.

Não sei, sinceramente se isto é o mais saudável. Se isto é o mais certo. Sei que me tomam ou por fria e distante, ou por forte e cheia de mim.

Às vezes é uma coisa. Outras vezes é outra.

Mas neste momento, é um medo do caraças de lidar com esta treta.

 

2 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Nº de Visitas

contador de visitantes

Também estou aqui

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D