Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Carlos Paião | Eu não sou poeta

por Ana, em 13.03.18

 

Quem me dera saber
Fazer versos, rimar
Para um dia escrever
Que tu és a mulher que eu quero amar

Quem me dera fazer poesia
Inspirada na minha paixão
Inventar sofrimento, agonia,
O amor de Platão

Quem me dera chamar-te de musa
Em sonetos e coisas que tais
Uma escrita solene e confusa
Com palavras a mais

(Refrão)
Eu não sou poeta, não
Não sou poeta
Nunca fui um grande sofredor
Eu não sou poeta, não
Não sou poeta
Não te sei falar de amor

Mas seu eu fosse poeta dotado
Ou se ao menos julgasse que sim
Falaria com um ar afectado
Aprenderia Latim

Só faria canções eruditas
E se as ditas ninguém entendesse
Rematava com frases bonitas
P'ro que desse e viesse

Autoria e outros dados (tags, etc)

Diz-me lá...

por Ana, em 13.03.18

Deixas o tempo passar ou passas o tempo_.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Passou-se...

por Ana, em 12.03.18

O fim de semana passou-se e até nem foi nada mau.

Esperava dois dias de chuva contínua, sem poder fazer nada e afinal enganei-me.

Corri nos dois dias.

A roupa secou no estendal.

Vimos o mar nos dois dias.

Dormimos. Descansamos.

Estivemos com uns amigos.

Experimentei umas receitas novas e cheguei mais uma vez à conclusão que doces sem açúcares, não são doces. [Estou quase a desistir destas experiências "doces"].

Os meus gatos estenderam-se ao sol, que entrava pela janela.

O cão estendeu-se ao sol. Brincou à chuva. "Vidrou-se" no vento.

Os dias estão maiores.

Apesar da chuva torrencial que as vezes aparecia, e do vento forte que soprou, conseguimos aproveitar.

 

Venha lá essa semana.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sábado

por Ana, em 10.03.18

Previsão de chuva aqui pela aldeia, a partir das 12h.

São 11h.

Levantei-me as 9h.

Fiz um bolo pão para o pequeno almoço.

Dei um jeito á sala, deixando o sol entrar pela janela.

Lavei e estendi duas maquinas de roupa.

Corri 5km.

 

(Agora é ficar de vigia a roupa até as 12h.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esta semana...

por Ana, em 09.03.18

Houve chuva (muiiiiiitaaaa chuva).

Houve trânsito (muiiiiiiiiiiitoooooooooooooooooooo trânsito).

Houve corridas (sim, até consegui apesar da chuva).

Houve muitos dias a chegar a casa tarde.

Houve enjoos/vomitado da miúda no carro.

Houve notícias muito más, que me fizeram ficar muito revoltada/enjoada/triste.

Houve inícios, há muito tempo esperados que vão trazer serenidade à minha vida.

Houve miúda no trabalho da mãe.

Houve birras ao final do dia.

Houve lutas para sair da cama de manhã.

Houve um desenho feito pela miúda (por iniciativa dela) para a mãe, no dia da mulher.

Houve jantar feito pelo marido todos os dias.

 

Houve tanta coisa, que até parece que foram muito mais do que cinco dias.

 

Não houve.

Roupa lavada.

Casa arrumada.

Leituras.

Séries de TV.

Bolinho caseiro.

Jogos em família.

Paciência.

 

Venha de lá o fim de semana, que já o queremos muito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Comidas favoritas

por Ana, em 09.03.18

Semana 10: As minhas comidas favoritas são...

 

Então cá estamos para mais uma perguntinha do desafio.

Esta apesar de fácil, vai seguir um caminho diferente. 

Isto porque, na verdade na verdade, as minhas comidas favoritas são tudo coisinhas daquelas que fazem mal.

E das quais já falei aqui várias vezes.

No entanto, repito algumas: bacalhau com natas, mousse de chocolate, bolo de cenoura com cobertura de chocolate, esparguete à carbonara, lasanha, pizza, rissóis, croquetes, leitão, bitoque, arroz doce, travesseiros de Sintra, ouriços da Ericeira, pastel de nata, ...

Agora, a verdade, é que a idade traz-nos coisas que nunca imaginámos. Uma delas é "mais juízo" com aquilo que dou ao meu corpo. 

De há uns 2 anos para cá, tenho andado a tentar fazer alterações na minha alimentação.

Ora tira daqui.

Ora corta de acolá.

Ora insiste mais nuns alimentos.

Ás tantas, aqui esta pessoa, está a gostar de coisas que não gostava.

Sushi, por exemplo. Estava longe de gostar, porque nem era capaz de provar. Adoro.

Salmão? Não gostava. Já gosto.

Beterraba? Só de olhar para ela fugia. Já a como.

Nozes? Achava detestável. Agora, em saladas, acho fantástico.

Espinafres? Odiava. Agora até em sumos vai.

 

E é isto.

Aquilo que eu desejo muito? Das duas uma: ou conseguir o mesmo prazer a comer estas versões mais saudáveis, ou deixar de sentir vontade total de comer as outras menos saudáveis. Difícil? Pois é. Mas se fosse fácil, éramos todos mais saudáveis e jeitosos. Fiquem comigo.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mulher

por Ana, em 08.03.18

transferir (6).jpg

Um beijinho muito grande para todas as mulheres que TODOS os dias vivem mais de mil papeis: mãe, esposa, trabalhadora, amiga, conselheira, colega ,...

Dancem.

Cantem.

Ignorem as birras dos miúdos (façam de conta que estão só a ouvir uma música muito má)

Celebrem a vida.

Dêem umas boas gargalhadas.

Saiam da vossa zona de conforto (ou deixem-se estar).

Maquilhem-se.

Façam exercício.

Informem-se.

Digam sempre o que pensam (ou então não).

E sobretudo...

Não saiam do salto.

sapatos altos.jpg

Somos capazes de tudo aquilo que queremos!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma estreia e uma conquista

por Ana, em 04.03.18

Este fim de semana, tive uma estreia. Correr á chuva.

A semana que passou, mal corri, devido ás más condições metereológicas. Mas tinha vontade. Por isso, no sábado, só para "matar o vicio" lá fui. Corrida pequena, mas soube-me bem. 

Screenshot_20180303-105727.png

Agora já sei que o casaco não deixa passar a chuva. A ver vamos se esta semana já me corre melhor.

Hoje, uma conquista.

Screenshot_20180304-121258.png

Menos 8 minutos que a ultima vez.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ter uma miúda de 5 anos

por Ana, em 02.03.18

Ter uma filha de 5 anos, é assim uma espécie de "prova de fogo" diária.

Eu sabia, sempre soube, mas andava em negação.

Esta miúda é "danadinha".

O dom da palavra, que rapidamente foi adquirindo, usa-o agora para me "azucrinar" a moleirinha.

Ainda no outro dia íamos no carro, e ela começa a falar do tema preferido dos miúdos desta idade: "puns".

Eu ignoro, e começo a falar de outra coisa.

Quanto acabo ela diz, "mas não era disso que estávamos a conversar, estávamos a falar de puns".

Eu digo: "eu não converso sobre puns, isso não é conversa".

E o que é que ela diz? "Mas AGORA estás a conversar sobre puns". E ri-se às gargalhadas.

[Percebem o que quero dizer?]

 

As manhãs....

As manhãs sempre foram complicadas.

Mas agora é toda uma loucura.

Não se quer levantar.

Levanta-se depois de já muita insistência minha.

Mas depois, quer fazer tudo sozinha.

Dá-me cabo dos nervos.

"M. vai lavar os dentes" Quando chego à casa de banho porque já está a demorar muito tempo reparo: ainda não os lavou e está a fazer macacadas em frente ao espelho.

Fico com vontade de rir, mas o stress de me despachar só me faz ralhar. Passo as manhãs a ralhar. 

"Eu penteio-me"

"Eu visto o casaco sozinha".

"Eu abotoo os botões"

"Eu é que sei, mãe"

"O quarto é meu, mãe"

A autonomia é óptima, fantástica e recomenda-se. Mas demora mais tempo. O meu lema é sempre o mesmo: tenho que sair de ao pé dela, porque senão faço eu, para me despachar, mas se saio de ao pé dela, ela dispersa a atenção em mil e uma coisas, e demora tempo (muito tempo...).

Estão a ver a minha vida, não é?

 

Outra coisa que os 5 anos trouxeram: mais drama.

É miúda e tudo tem uma conotação dramática. Sempre que se zanga com uma amiga (todos os dias), lá vem desabafar para o carro que a não sei quantas está sempre a estragar-lhe o dia.

 

Entretanto, aos 5 anos também se está a virar mais para o pai. Era sempre mãe, mãe, mãe. Valha-me isso.

 

É uma miúda deliciosa, com um sorriso contagiante. 

Conversadora nata.

Desafia-me, desafia-me, desafia-me.

E eu, que sempre gostei das coisas à minha maneira. Que procuro prever todos os cenários para que as coisas corram da maneira que decido, fico tantas vezes sem fôlego que às vezes só me dá vontade de sentar e cruzar os braços.

 

[Já me mudaste tanto miúda] 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Ai ai...

por Ana, em 02.03.18

Queria correr à chuva.

Mas não consigo.

Queria vencer o vento

e esta tempestade.

 

[Sim sim, é uma espécie de plágio. Mas assumido]

 

Autoria e outros dados (tags, etc)





Comentários recentes

  • Ana

    Obrigado, Anita. Beijinhos

  • Ana

  • Ana

    Sim, felizmente. Obrigado, beijinhos.

  • Ana

    Obrigado,

  • Ana

    Obrigado,



subscrever feeds