Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêm a cabeça.

Dia Mundial da Gratidão

21.09.21 | Ana

m000460937.jpg

Hoje é o dia da Gratidão.

Estou grata por muita coisa na minha vida, e pela existências de algumas pessoas juntas a mim.

Grata pelo amor das minhas filhas - o delas por mim, o meu por elas, o delas uma pela outra.

Profundamente feliz pelo homem da minha vida - o meu companheiro, namorado, marido, amante, amigo, pai das minhas filhas. E agradecida pelos "acréscimos" que a vinda dele para a minha vida me trouxe e pela nova família que recebi através do carinho dos seus pais.

Grata pela mãe que tenho, que todos os dias mostra que é uma brava, uma valente, uma lutadora. Pela minha irmã, a minha melhor amiga - sobre ela, tudo o que disser é pouco. Tão agradecida por ela existir na minha vida que nem consigo perceber a vida de outra maneira. E pelo irmão, pelo companheiro e amigo que ele é. Pelo apoio que consigo sempre encontrar nele.

Estou grata pelos amigos que fui selecionando com o passar dos anos. Estão agora comigo aqueles que fazem sentido na minha vida, pelo companheirismo, confidências, doideiras, partilhas, gargalhadas e até algumas lágrimas.

Sinto-me profundamente agradecida pela vida que tenho. Pelo sítio onde vivo. Pelo trabalho que realizo. Grata pelo profissionalismo e carinho de todos os profissionais que trabalham com as minhas filhas.

Grata pelo dia lindo que amanheceu hoje e me permitiu respirar um pouco em silêncio logo pela manhã, no meu quintal.

E grata por ter este espaço de partilha e vos ter como leitores.

Tenham um dia feliz.

Sobre regressos...

20.09.21 | Ana

(sábado à noite, enquanto "vos/me" escrevo)

Esta foi a semana dos regressos.

Voltei a ter as duas comigo (a Maria estava com os avós desde o início de Setembro). E lá tive eu que ir reajustando horários e rotinas para não custar nada a ninguém.

Foi a semana do regresso às aulas, quase quase num ambiente pré - pandemia. Reunião de pais presencial e o privilégio de nos podermos todos conhecer pessoalmente. Compras de material escolar. Etiquetar tudo. Forrar livros.

Foi também o regresso ao exercício físico logo pela manhã. Com as duas em casa, e com horário completo, o final do dia é mais complicado. Por isso, voltei a acordar mais cedo (ou ainda mais cedo) para fazer o meu exercício físico.

O regresso do trânsito. A média para chegar ao trabalho estava entre nos 33 minutos. Na sexta feira demorei 37 minutos. E acho que isto ainda é só o início, visto que voltamos a ter quase toda a gente a trabalhar.

O sábado foi passado de volta das roupas e limpezas da casa. (mais um regresso)

Mas sabem que mais? Sinto-me otimista. Sinto-me bem. Sinto que estamos a recuperar alguma da normalidade.

E eu continuo focada no meu verbo do mês. As rotinas (boas) estão a ser reinstaladas. Sinto-me com mais energia e tranquila. 

Etiquetar

15.09.21 | Ana

Regresso às aulas. 

Aleluia. 

Já estão as duas na escola. 

Ontem foi dia das tarefas chatas: forrar livros e etiquetar tudo. 

1. Forrar é chato. Não gosto. E acho que no próximo ano, vou a algum lado para forrar. 

2. Etiquetar. Tudo. Cada lápis. Cada caneta. Cada coisinha. Roupas. Objetos. Tarefa interminável. Mas este ano descobri uma "coisa" milagrosa. Uma máquina de etiquetas. Acreditem. Vale bem a pena o investimento. Fica muito melhor e é bem mais prático. 

Fica a dica. 

 

Comprei uma máquina de etiquetas.

Férias (ou castigo)

14.09.21 | Ana

Estou de férias, ainda que forçadas. 

A mais velha inicia o ano letivo a meio da semana, e eu não tenho onde a deixar por estes dias. Como não me deixaram ficar em teletrabalho, lá tive que por os últimos dias de férias, que estava a deixar para Dezembro.

Já não bastava isto. O que sucede mais?

A mais nova resolveu ficar doente.

E assim estou novamente em casa fechada com 2 crianças.

Férias? Qual quê. Isto é mas é castigo. 

A ânsia da escrita

13.09.21 | Ana

Tenho alturas que não me apetece escrever.

Outras que quero, mas não sei sobre o quê.

E outras em que quero escrever. Registar tudo. Guardar na memória pela escrita.

Estou numa dessas fases aqui no blog. Escrevo sobre o que me apetece. Sobre o meu dia. Sobre o que faço. O que leio. O que me acontece. Hábitos. Rotinas. Passeios. Em casa.

Tudo muito meu, sobre mim. Mas é sobre isto que gosto de escrever.

É também uma ferramenta de desabafo. De clarificação de pensamentos. Até de exercício de gratidão. De definição de objetivos. De comprometimento comigo própria. 

Chegar a ser mesmo uma forma de gerir a ansiedade. Pela escrita, pela partilha de ideias e pensamentos. 

Acaba por ser um blog mais intimista. Não sei bem se é isto que mais agrada quem lê blogs.

Mas quem aqui vem, já sabe ao que vem.

"Cá coisas minhas" Não é seu nome? Ora aí está.

É 6ª feira.

10.09.21 | Ana

Chegou 6ª feira.

E eu estou mais que morta.

Semana dificil, uma novidade a cada dia.

Setembro é realmente um mês complicado. 

E este ano, em que querem voltar à força ao tempo pré-COVID, ainda pior.

Mas cá estamos para aguentar mais esta frente.

Ainda assim continuo forte nas minhas rotinas, e posso dizer que tenho saído de casa de manhã com muita tranquilidade e o final do dia também tem sido pacífico.

Vamos ver a próxima semana.

Por agora, venha o fim de semana que já está a fazer falta.

 

Exercício e alimentação

09.09.21 | Ana

Já vos falei várias vezes das dificuldades que tenho sentido em voltar ao exercício físico.

Por agora, retomei.

Já vou na 4ª semana de treinos.

Desta vez estou a utilizar uma outra app: Keep. Também esta gratuita.

Subscrevi um plano para perda de peso de 3 semanas, e consegui cumprir com 100% dos treinos planeado.

Entretanto iniciei uma nova semana e estou também a cumprir.

Entre 15 a 30 minutos cada treino, que eu procuro encaixar no meu dia (manhã ou tarde). E resulta mesmo, porque fico com dores em vários sítios do corpo. Mas isso também é porque eu me disciplino muito, e penso que se é para fazer é para fazer como deve ser.

Por outro lado também voltei a ter mais cuidado com a alimentação. Retirei os hidratos à noite e tenho comido vegetais em todas as refeições. Estou à cerca de 1 semana e meia sem tocar num docinho. Tenho planeado os meus pequenos almoços e lanches, para não cair em tentação. E tenho levado também sempre almoço para o trabalho.

Não sei quanto peso perdi (ou até se perdi), porque não me pesei nem antes, nem agora. Mas quando olho para o espelho já gosto mais daquilo que vejo, assim como me sinto menos apertada.

Agora é só manter isto até ao Natal. 

Praticando a gratidão

07.09.21 | Ana

2bdae3a641bdfce66b9f44ca10d7dd87.jpg

Outra coisa que eu estava a sentir falta na minha rotina, para me sentir bem comigo própria: retomar o exercício da gratidão.

Descobri uma app (gratuita) que me permite fazer isso de forma simples e motivadora.

A app chama-se "Gratitude", e para além de nos permitir registar um diário da gratidão, tem ainda outras funcionalidades. As que eu mais gosto são as frases motivacionais diárias que a app nos notifica todos os dias, e os desafios da gratidão.

A mim faz-me bem. Por vezes é difícil pensar em algo simples, do dia a dia, pelo qual sejamos gratos. Mas com a app, com as dicas que nos vai dando, esse exercício é mais fácil. E acreditem, num dia ou fase difícil, pensar numa coisinha que nos faz bem, é refrescante.

Pág. 1/2