Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

11
Out16

A aldeia onde eu vivo #01

Ana

A aldeia onde eu vivo, só tem um café. Não tem mercearia, nem cabeleireiro, nem papelaria.

 

Mas na aldeia onde eu vivo consigo ver o sol a nascer. Consigo ver o sol a pôr-se.

 

Na aldeia onde eu vivo há animais. Há estendais de roupa cheios, todo o dia. Senhoras a sacudirem tapetes.

Não há prédios. Há casas baixinhas. Há espaço.

 

Há pessoas. Há caras com nomes, com casas.

 

Na aldeia onde eu vivo, a miúda pode brincar ao macaquinho do chinês, pode regar as plantas e passear com “as filhas” no quintal. Pode brincar ao elástico, ao rei manda e fazer bolinhas de sabão.

 

A aldeia onde eu vivo é pequenina. É perto, mas longe o suficiente. É grande, na felicidade que nos pode proporcionar.

 

 

4 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Nº de Visitas

contador de visitantes

Também estou aqui

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D