Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

A aldeia onde eu vivo #05

05.01.17 | Ana

Na aldeia onde eu vivo, as senhoras fazem zaragatas.

É engraçado voltar a vivenciar estas situações. Grande parte da minha vida (até ao início da idade adulta) foi passada num pátio. Os meus avós viviam num pátio, e eu vivia com eles. Por isso, “questões” entre vizinhas é algo que me é familiar.

Por ali, os motivos das zangas são os cães. Ora porque o teu está solto e o meu também está e vai ali e vais ver o que o meu lhe faz, devias ter o teu preso. Ora porque o teu cão veio fazer xixi nas minhas plantas e queima as plantas todas. Ora porque não sei quê, não sei que mais. Seja porque motivo for, lá se chateiam e a discussão fica bem acesa.

No pátio da minha avó, as discussões eram muitas vezes por causa dos miúdos. E de bolas, que entravam no quintal onde não deviam, e a bola desaparecia. Pois a minha avó, era senhora de lá ir buscar a bola e levar a frente quem a tentasse contrariar. Passado umas semanas, já estava tudo Ok outra vez. E julgo que por alí, não há-de ser muito diferente.

[Eu, que me perco nos pensamentos a observar os outros, acho realmente “graça” a estas situações.]

Ao fim e ao cabo, a questão é sempre a mesma. A defesa do espaço. Que, com o tempo (e/ou com a idade) se vai dando cada vez mais valor.

 

1 comentário

Comentar post