Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêm a cabeça.

Coisas que me fazem pensar #02 [ou devaneios, vá…]

07.06.16 | Ana

Quando alguém procura muito – explicou Sidarta – pode facilmente acontecer que seus olhos se concentrem exclusivamente no objeto procurado e que ele fique incapaz de achar o que quer que seja, tornando-se inacessível a tudo e a qualquer coisa porque sempre só pensa naquele objeto, e porque tem uma meta, que o obceca inteiramente. Procurar significa: ter uma meta. Mas achar significa: estar livre, abrir-se a tudo, não ter meta alguma. Pode ser que tu, ó venerável, sejas realmente um buscador, já que, no afã de te aproximares da tua meta, não enxergas certas coisas que se encontram bem perto dos teus olhos. “ (Sidarta) Hermann Hesse

O que é melhor? Ter metas ou deixar andar? Procurar, ou descobrir?

Fluir. Fruir. [Mas estar bem atento, para não escorregar]

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.