Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêm a cabeça.

Dezembro

09.12.20 | Ana

IMG_20201205_090445.jpgIMG_20201205_165224.jpgIMG_20201201_120532.jpg

Já estamos em Dezembro.

O ano está quase a acabar. Este ano difícil. Diferente de todos.

Onde o universo fez questão de nos colocar no lugar.

Por entre curvas e contracurvas, estamos todos bem, e isso é o que mais interessa.

Este não é o meu mês favorito. Mas faço um esforço para que seja especial, pelas miúdas.

É Natal. É o mês de aniversário da Maria.

É um mês especial. De festa.

No dia 1 fizemos a árvore de Natal e mais algumas decorações.

Agora temos também a Marta a querer participar e a querer desfazer o que fazemos.

O presépio é "vivo". Já lhe faltam algumas cabeças e oferendas ao menino Jesus.

Os presentes estão orientados. Quer os de aniversário da Maria, quer os presentes de Natal para ambas e sobrinhos. Comprei tudo on-line e está a correr bem a entrega. Só uma da Maria é que foi cancelada, vou ter que recorrer a uma alternativa.

Estes dois fins de semana longos em casa fez-se de tudo. Bolinhos, atividades, músicas, danças, pinturas. Só não deu para passeios. O tempo de chuva em ambos os fins de semana não deixou. 

Não tenho estado em teletrabalho e o trânsito ao final do dia não está fácil. É chegar, banho, jantar e cama. Se não fossem estes dois fins de semana, já estaria de rastos.

Durante as sestas da Marta "dou-me ao luxo" de deitar no sofá e ver séries. Descobri no sábado a Virgin River. Bem, sem sombra de dúvida das melhores séries que já vi. Mesmo, mesmo ao meu gosto. Sabem aqueles livros, que nos fazem sorrir, suspirar com as cenas de amor? É o que acontece com esta série. E as histórias todas à volta. Leve, leve, como agora precisamos todos. Vou a meio da 2ª temporada e já estou "triste" por estar quase a acabar.

Recebemos a notícia do nosso Primeiro Ministro que o "Natal está salvo". Ainda não sabemos bem como vamos gerir tudo. Mas há uma luz.

A vacina está a chegar. E por mais meses que ainda tenhamos que viver com isto, ao menos já sabemos que não será para sempre. É só mais um bocadinho. Mas sem baixar a guarda.

Tenho saudades de escrever, mas sinto que não tenho nada para vos dizer. Este registo dos dias, faz-me bem.

[No Instagram às vezes também vou publicando coisas dos nossos dias.]

E vocês, como vão?

 

 

2 comentários

Comentar post