Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

Histórias dos outros

14.04.18 | Ana

Imaginem alguém que foi vitima de maus tratos.

Que teve um filho desse relacionamento.

E que saiu de casa com o filho, para o criar sozinha.

 

Imaginem que esse alguém, também não teve o apoio da mãe.

Sendo também sujeita a maus tratos, sejam verbais, sejam de que natureza for.

E o filho, também ouve.

 

Imaginem que esse alguém vive com o filho sozinha. O cria sozinha. Com as dificuldades todas que isso acarreta.

Esta criança não sabe o que é ser pai. Atribui a expressão pai uma conotação negativa.

 

Esse alguém, um dia encontra outra alguém.

Parece um príncipe.

Almas gémeas.

Afinal o amor existe.

E vão viver juntos.

E o filho até pede para chamar pai.

 

Esse príncipe, aos poucos vai se revelando um sapo.

Mentiras.

Maus tratos verbais.

Discussões.

 

Seria de esperar que ela estaria atenta. Perceberia os sinais. Seria capaz de por um ponto final logo no início. Afinal ela até criou o filho sozinha.

Pois, mas o problema é que ela nunca soube o que era a vida de outra maneira. Até consegue encontrar justificações para os actos dele.

Onde isto vai acabar? Todos sabemos.

 

Esta é apenas uma história igual a tantas outras. Todos sabemos o final.

As próprias pessoas envolvidas na teia, sabem. Mas não querem. Desejam tanto que seja diferente, que ficam numa teia difícil de sair.

 

É mais fácil julgar e dizer "comigo nunca". 

Mas as histórias dos outros, são mesmo isso. A história dos outros. E só quem vive a sua história, faz o que faz com a sua história.

 

Queria eu que ela e tantas outras dissesse basta, logo ao primeiro sinal. 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Ana

    16.04.18

    Sim, concordo contigo. É essa vontade que as cega.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.