Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anita

    O melhor do mundo são mesmo os nossos filhos

  • Princesa

    Muitas felicidades!

  • Lady

    Parabéns! O desejo de muitas felicidades para os 4...

  • Patrícia Costa

    Sem dúvida!!!Sinto muitas saudades do cheirinho de...

  • Fatia Mor

    Que lindo! Muitos parabéns pela chegada da cegonha





O (des)equilíbrio do orgulho

por Ana, em 09.01.18

«Gostava de ser mais prudente! Gostava de ser prudente por natureza, como a minha serpente!

Mas aí estou a pedir o impossível: por isso, peço, então, ao meu orgulho que ande sempre junto com a minha prudência!

E se, um dia, a minha prudência me abandonar - infelizmente, ela gosta muito de se escapulir! - então que o meu orgulho possa ainda voar juntamente com a minha insensatez!»

Assim começou o declínio de Zaratustra.

Nietzsche, Assim Falava Zaratustra

 

Prudência.

Orgulho.

Insensatez.

Como três palavras tão diferentes, se conjugam de forma tão perfeita.

 

Este livro não é de leitura fácil. É para se ir lendo. Aos pouquinhos. Uma página de cada vez. E pensando, com cada bocadinho que se lê.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

Sem imagem de perfil

De A Hipster Chique a 10.01.2018 às 08:03

Um livro que está na minha lista!
Imagem de perfil

De Paula Rocha a 10.01.2018 às 10:10

Seria um bom livro para mim, mas como não gosto de ler uma página de cada vez, teria que ter outro para desanuviar
Imagem de perfil

De Ana a 10.01.2018 às 10:36

Foi exatamente a essa conclusão que eu cheguei ontem. Vou começar a ler outro ao mesmo tempo.

Comentar post





Comentários recentes

  • Anita

    O melhor do mundo são mesmo os nossos filhos

  • Princesa

    Muitas felicidades!

  • Lady

    Parabéns! O desejo de muitas felicidades para os 4...

  • Patrícia Costa

    Sem dúvida!!!Sinto muitas saudades do cheirinho de...

  • Fatia Mor

    Que lindo! Muitos parabéns pela chegada da cegonha