Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

30
Dez16

Promessas para o novo ano (ou então não)

Ana

Esta altura das festas irrita-me pelo exagero.

 

Mandam sms e emails iguais para toda a gente. Até para pessoas com quem não falam a meses (ou a um ano até).

 

E fazem-se promessas. Porque para o ano é que é. E balanços, muito balanços se faz nesta altura.

 

Mas porque será que só pensam nisto nesta altura?

 

Ah, porque o Natal é para a família, é amor, é para se estar com as pessoas de quem se gosta. Tretas. Contam-se pelos dedos de uma mão, as pessoas que estão com quem REALMENTE gostariam de estar nesses dias.

 

Ah, porque é no final do ano que se faz o balanço do que correu mal ou bem e se define como vai ser no próximo. Ouçam lá, não era melhor fazerem umas avaliaçõezinhas a meio do ano, para irem percebendo como a coisa está a correr??? Não façam promessas, tracem objectivos, com metas. E vão monitorizando. Já que fazem tanta questão dessas coisas.

 

Não me interpretem mal. Eu também gosto destas coisas. Também gosto das festas. Do Natal. De falar com as pessoas de quem gosto, de oferecer presentes. De fazer os meus balanços pessoais do ano que transita.

 

É o exagero que me irrita. O não olhar a quem, nem a como, nem a quando.

 

Posto isto. Não faço promessas. Faço o meu balanço, que é pessoal e intransmissível.

 

Mas também não defino objectivos. Sei o quero, resta saber se conseguirei ter os meios para o alcançar.

 

Mas uma coisa tenho que fazer. Agradecer a cada uma das pessoas que permitiu que este meu ano, fosse o melhor dos últimos. São pessoas que estão comigo todos os dias, presencialmente ou não. Alguns amigos, alguns familiares. Mas pessoas que eu sei que gostam verdadeiramente de mim e dos meus. E pessoas com quem eu gosto de partilhar o meu dia a dia, seja ele bom ou mau.

 

[Obs.: Este não é um texto só de mau feito. Um BOM ANO para todos. E um muito obrigado a todos os que lêem estes meus desabafos e algumas palermices]

 

Venha 2017. Iupiiiii... 

 

3 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Nº de Visitas

contador de visitantes

Também estou aqui

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D