Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

13
Mai16

Sobre marketing pessoal (não, não vos vou ensinar como se faz, são só coisas que eu acho)

Ana

Sem dúvida nenhuma que há pessoas que se sabem promover. Que bem espremidas, não sai nada. Mas quem olha, o que elas passam é que são o supra sumo da batatinha.

Bom, mas também há as que são realmente boas, e que parecem isso mesmo.

E depois também há aquelas que têm óptimas competências, mas que passam completamente despercebidas.

E isto é tudo porquê? Marketing pessoal. É a grande ferramenta dos bem sucedidos.

Quando queremos vender um produto, o que fazemos? Procuramos ter um produto de qualidade, mas atractivo à vista. E promovemos o produto. O que queremos é que ele seja visto por todos. Falado por todos.

Ora o marketing pessoal é a aplicação destes princípios a nós próprios. Os bens sucedidos não são só os mais competentes. São aqueles cuja imagem é notada por todos. Aqueles cujas palavras são ouvidas com interesse. Aqueles que têm sempre a coisa certa a dizer, no momento oportuno. Que dão a sua opinião, sendo esta valorizada pelos outros. Aqueles que se promovem, quer presencialmente, pela maneira como “estão” (no completo sentido de estar), quer nas redes sociais. E também pelas ligações que estabelecem, procurando nas mesmas mais uma forma de se promoverem.

É sem sombra dúvida uma competência essencial. É a capacidade que cada um tem de criar a sua própria marca.

Hoje em dia é fácil encontrar quem nos explique como se faz. Basta uma pesquisa na net, e vão encontrar vários livros, artigos, workshops sobre o assunto. As ferramentas são várias. Há metodologias muito interessantes que auxiliam nesse processo. Seja qual for o meio, o importante é pôr em prática.

Mas por favor. Não desvalorizem as outras competências. Porque o que há por aí mais, é embalagens lindas, com conteúdos tão fraquinhos. E não exagerem na notoriedade, na necessidade de querer marcar presença. Todos sabemos que o que há em muita abundância, não é valioso.

[Teria mais algumas coisas para dizer sobre isto, mas por agora fico-me por aqui]

Sobre mim

foto do autor

Nº de Visitas

contador de visitantes

Também estou aqui

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D