Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

04
Jan18

Um dia

Ana

 

Um dia, vou viajar pelo mundo.

Vou a um sítio longe.

Diferente de tudo a que estou acostumada: cheiros, sons, cores, pessoas, sabores.

 

Um dia, vou escrever uma história.

Uma história de gente.

Uma história com gente dentro.

 

Um dia, vou correr uma maratona.

Ou uma meia maratona. Noutro país.

 

Um dia, vou deixar de me preocupar com a história que os outros veêm.

Vou viver a minha história livre de opiniões alheias.

E vou mandar calar quando alguém me der uma opinião sem ser consultado.

 

Um dia vou dar um grito só porque sim.

Vou dar uma gargalhada sem controlo.

Vou deixar as lágrimas sairem sem as segurar.

 

Mas enquanto esse dia não chega, vou ficando por aqui.

E leio.

E sonho.

E perspectivo.

E organizo.

E converso.

E desejo.

E imagino.

E busco.

E treino.

E rio.

E choro.

 

Vivo. O presente.

Comigo.

[E com quem quiser estar "comigo"]

15
Nov17

Horas - o que fazemos com elas

Ana

O tempo perguntou ao tempo, quanto tempo o tempo tem. O tempo respondeu ao tempo que o tempo tem tanto tempo, quanto o tempo tempo tem

 

E eu, ponho-me a pensar “realmente, o tempo é aquilo que nós fazemos com ele”.

Sim, de facto 1 hora tem 60 minutos. Para todos. Sempre. E em qualquer lugar.

No entanto, aquilo que cada um de nós consegue fazer em 1h varia. E muito.

Por isso, as horas são aquilo que nós fazemos delas.

 

Fiz em exercício rápido sobre o modo como gasto as minhas horas. E não gostei.

Ora vejamos.

 

  • 1h - Correr
  • 1h - Tomar banho. Vestir. Acordar a miúda. Ajuda-la a vestir. Fazer o pequeno almoço. Comer. Sair de casa.
  • 1h30 - Carro: deixar marido no trabalho. Deixar miúda na escola. Chegar ao trabalho
  • 8h30 - Trabalho: no qual se inclui 1h30 de almoço, a maior parte das vezes no local de trabalho
  • 1h30 - Carro: Chegar à escola da miúda. Chegar ao trabalho do marido. Chegar a casa
  • 1h - Dar uma geral na casa. Preparar jantar. Banho da miúda.
  • 1h - Jantar. Arrumar Cozinha. Deitar miúda.
  • 1h a 2h - Sofá a ver tv. As vezes, ler.  Na maior parte das vezes, adormeço.
  • 6h a 7h - Dormir

 

Façam lá vocês este exercício e digam-me a que conclusões chegam.

A minha: Isto é deprimente. Sou uma refém das horas.

O tempo é um recurso escasso.

E nós gastamos muito tempo, sempre nas mesmas coisas. Temos que ser muito criativos para o conseguir aproveitar da melhor forma.

 

Tenho alguns hábitos que fui adquirindo, por forma a conseguir ganhar mais tempo.

Aproveito o tempo no trânsito para: refletir sobre coisas da vida, ouvir música alto e cantar, falar muitas vezes comigo própria, por a conversa em dia com a minha irmã (por telefone).

Aproveito às vezes a hora de almoço, para fazer compras.

Tive que começar a madrugar, para conseguir fazer algum exercício físico.

Procuro ir fazendo algumas tarefas de casa, durante a semana, para ganhar tempo no fim de semana.

 

De qualquer das formas, quando paro pensar na forma como ando a “gastar” o meu tempo, não fico totalmente satisfeita.

 

E vocês? Quanto tempo têm as vossas horas?

 

03
Nov17

Manias

Ana

ma·ni·a

(grego manía, -as, loucura, entusiasmo, paixão)

substantivo feminino

  1. Apego excessivo ou obsessivo a uma .ideia ou intenção; aferro a uma .ideia fixa. = FIXAÇÃO, OBSTINAÇÃO
  2. [Por extensão] Capricho, teima.
  3. Desejo imoderado.

 

"manias", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha],

 

Todos nós temos manias.

Coisas que queremos fazer sempre.

Coisas que queremos que sejam feitas sempre de uma determinada maneira.

Coisas que nos recusamos a fazer/experimentar.  

Ideias que criamos sobre determinado assunto/sítio/pessoas.

 

Manias.

 

Conforme “a mania” em causa, atribuímos o significado acima.

És de ideias fixas

Tão teimoso(a)

Isso é só capricho

É tão obstinada(o) esta minha miúda(a)

"Lá estás tu com as tuas manias"

 

São algumas das frases que ouvimos e dizemos.

A questão que eu coloco é: São coisas que até conseguimos mudar, ou é algo que está de tal forma enraizado, que Nós (o autor da mania), nem o vê como mania, mas sim como “assim é que tem quer ser?

Depende da vontade não é? E também depende da mania.

E depende muito da capacidade que nós temos de olhar para “dentro” e rir-mos de nós próprios.

 

Eu tenho algumas manias. [Este post vai sair-me "caro" ]

Coisas que sinceramente para mim, eu até acho básicas, mas que no fundo no fundo são “manias”.

Por exemplo, faz-me alguma confusão: sapatos espalhados pela casa; portas e gavetas de armários abertos; coisas espalhadas à toa em cima dos móveis; loiça suja fora do lava-loiça.

Irrita-me imenso quando planeio alguma coisa e segundos (ou terceiros e quartos, …) não me permitem fazer as coisas conforme planeei.

Tenho uma rotina de manhã e outra ao final do dia, que considero essencial (e fico muito chatinha se não a seguem).

Gosto de fazer as coisas á minha maneira e quando é para fazer é para fazer.

 

São tudo manias no fundo.

Às vezes cedo.

Outras nem por isso.

 

Agora, quando vejo a minha miúda a imitar-me (às vezes deliberadamente, outras enquanto brinca sozinha), relembro estas minhas coisinhas e dá-me vontade de rir. E também percebo que há manias que eu tenho que mudar. Respirar fundo, relaxar e deixar para lá.

 

Mas depois há aquelas coisas que a pessoa por mais que queira, não consegue não é. Quer dizer, náo é por mais que queira, porque no fundo não quer. Eheheheheheh. É isso, percebem-me não é. 

E por aí? Há muitas manias?

 

13
Out17

Momentos e Experiências

Ana

mo·men·to

substantivo masculino

  1. Espaço pequeníssimo (mas indeterminado) de tempo.
  2. Curta duração.
  3. Lance, ocasião.
  4. Ocasião oportuna.
  5. [Mecânica] Produto de um braço de alavanca pelo peso que se lhe aplica perpendicularmente.
  6. Produto de uma força por uma distância qualquer.
  7. Produto da massa pela quantidade de movimento.

adjetivo

  1. Que faz momices.

"momento", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, 

 

ex·pe·ri·ên·ci·a |eis| ou |es|

(latim experientia, -ae, ensaio, prova, tentativa)

substantivo feminino

  1. .Ato de experimentar.
  2. Ensaio.
  3. Tentativa.
  4. Conhecimento adquirido por prática, estudos, observação, etc.; experimentação.

homem de experiência

  • Homem conhecedor das coisas da vida.

"experiência", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013,

 

A vida é feita de momentos.

Somos marcados por momentos.

As nossas memórias, estão cheias de momentos. Bons ou maus. Mas momentos. Que nos marcaram. Que nos tocaram. Que nos deixaram algo. Só esses é que ficam.

A nossa vida é um sucedâneo de momentos. Em nenhum, é possível fazer rewind. O que está feito, feito está. O que se viveu, não é possível viver outra vez. Apenas relembrar. Recordar aqueles momentos.

 

E experiências.

A vida é vivida por experiências.

Umas boas. Outras más. Mas experiências.

Umas marcam. Essas nós arrumamos no campo das memórias, nos momentos.

Outras, nem por isso. Ficam na mente a vaguear, e costumam desaparecer.

 

Nós somos o quê?

Aquilo que somos num dado momento?

Ou

O somatório daquilo que acumulamos com as nossas experiências?

Sei que todos (ou quase todos) apontam para a segunda hipótese.

No entanto, é muitas vezes aquilo que somos num dado momento que fica como sendo nós. [E nem estou a falar das primeiras impressões].

Às vezes um momento, é tudo quanto baste para apagar da mente todas as experiências que se tem com aquela pessoa. Quer num sentido positivo, como negativo.

 

Por isso pergunto, o que é mais forte: o momento ou a experiência?



Sobre mim

foto do autor

Blogs de Portugal

Também estou aqui

E aqui

Strava

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D