Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

04
Jul18

Eu na IC19

Ana

Estou bem aonde eu não estou 
Porque eu só quero ir 
Aonde eu não vou
Porque eu só estou bem 
Aonde eu não estou.

 

Ora vou para a faixa do meio.

Ora vou para a faixa da direita.

Ou para a esquerda.

E adivinhem lá: é sempre aquela que eu estou que não anda.

 

A sério.

Esta treta cansa.

Estamos em Julho.

Mês de Verão.

Mês de férias.

Mês de menos trânsito.

 

E não se vê nada disto.

Farta, fartinha.

21
Abr18

Vou fechar isto

Ana

Meus caros leitores,

 

Vou fechar isto.

Lamento, mas vai ter que ser.

 

Vou contar-vos o meu sábado.

Acordei antes das 7h, pois esta miúda só acorda cedo ao fim de semana.

Ela foi ver bonecos. Eu continuei a dormir.

Levantei-me. Fui correr. Tomei banho. Pequeno almoço. Saí.

Esteticista marcada para as 09h.

1h depois saí de lá.

Talho. Mercearia.Costureira.

Casa.

Arrumar compras. Fazer almoço. Pôr a máquina a lavar.

Almocei.

Arrumar a cozinha.

Estender a roupa.

Levar a miúda a natação.

Lanche no café com a miúda.

Voltar para casa. Comprar pão com chouriço pelo caminho.

Chegar a casa e sofá.

 

Ora, é agora que vem a revolta.

Antes de ir apanhar a roupa, fiz uma visita pelas redes sociais.

E descubro o quê?

Que tudo o que é blogger famoso está instalado em Troia, num hotel, com a família.

E eu?

Pois.

É isto.

Não preciso de dizer mais nada, pois não?

 

26
Fev18

Chega

Ana

ESTOU FARTO DE....jpg

Ora bem, coisas das quais estou mesmo muito fartinha.

 

Gente parva.

Gente que não mostra interesse por nada daquilo que se lhe diz.

Gente que acha que sabe mais de mim, do que eu própria.

Gente que ás vezes é uma coisa, e outras vezes é outra.

Gente sem filtro, mas às quais não se pode dizer nada.

Gente para quem está sempre tudo bem.

 

E tu, estás farto(a) de quê?

 

15
Dez17

Carta ao Pai Natal

Ana

Caro Pai Natal,

Serve a presente carta para fazer uma exposição contra algumas coisas que me estão a enervar um bocadinho.

 

Em primeiro lugar.

Arranje um telefone. E ande sempre com ele. O argumento que ao longo de quase 5 anos tenho vindo a utilizar com a minha filha “olha que eu ligo já ao Pai Natal…” já não está a surtir efeito pois ouço constantemente a resposta “o Pai Natal não tem telefone”. Por isso, é conveniente que passa a andar SEMPRE com um telemóvel consigo e que o mesmo seja VISÍVEL.

 

Segundo.

Quem é que o mandou confirmar diretamente com a miúda que ela vai receber um determinado presente??? Ela pediu-lhe UM. E o Sr. Pai Natal, disse que sim, sim senhora que já estava feito. E agora, como é que a pessoa descalça essa bota? [Por acaso, já descalcei, mas com muito esforço e pesquisa e imaginação. Quem tem que ter isso tudo é o Sr. Pai Natal, não eu]

 

Terceiro.

Faça qualquer coisa contra a publicidade de brinquedos no Natal. Peço-lhe por favor. Peço-lhe não. Exigo. A cada segundo, surge na cabeça da minha miúda um novo pedido. E depois eu vejo. E acho tudo tão giro, que por minha vontade vai tudo. A minha carteira é que não concorda nada.

 

Posto isto, a única forma de resolvermos estes litígios e eu não fazer queixa formal contra si é compensar-me. Sim, sim. Compensar-ME. E como? Segue abaixo uma lista de coisinhas que eu gostaria de receber ou que simplesmente acontecessem na minha vidinha. OK?

  • Roupa, Calçado e Acessórios. Eu sei que o Pai Natal conhece os meus gostos, por isso veja lá o que encontra por aí prontinho para me entregar.
  • Diminua a intensidade e ocorrência das birras da minha cria.
  • Faça o meu marido entender que eu não sou chatinha, eu faço é questão que tudo decorra conforme o planeado.
  • Elimine as pessoas chatas que andam à minha beira.
  • Dê-me discernimento para rir das coisinhas que me vão aparecendo e força muita força para lidar com outras tantas.
  • Mantenha aqueles de quem gosto felizes.
  • Aproxime-me mais e cada vez mais, de quem me traz conforto e me faz sentir EU.
  • Relembra-me TODOS OS DIAS, aquilo que é importante e abana-me quando estou a dar importância a coisas sem importância.

Acima de tudo, ajuda-me a manter a magia destes dias no brilho dos olhos da minha filha. Não me deixes perder a paciência e ir na onda daquilo que não me está a agradar. Tenho a certeza que isso fará de mim uma melhor pessoa [E só por isso, só por isso, não levarei as minhas queixas ao mais alto nível.]

 

Saudações natalícias,

Ana

 

07
Dez17

Coisinhas chatinhas.

Ana

Está frio.

Muito frio.

[Sim, isto também é um post sobre o frio]

Desculpem lá, mas é que isto custa.

 

Custa a sair da cama. Correr? Esquece. É que nem tenho tentado.

 

O mau feitio matinal da miúda, ainda fica mais aguçado.

"Tenho sono".

"Tenho frio.

"Não quero acordar".

"Não quero vestir esta roupa".

 

Eu, como não tenho corrido de manã, ando sem energia. Sem vontade para nada. 

Passo o dia a pensar no momento em que chego ao sofá.

 

Andamos todos enchoriçados. Cheios de camisolas e casacos.

Mal nos conseguimos mexer.

Enfim.

Coisas chatas.

 

Sobre mim

foto do autor

Nº de Visitas

contador de visitantes

Também estou aqui

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D