Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

20
Abr18

Verdade ou Mentira: As verdades

Ana

Ora então, aqui vão as verdades.

[Desafio neste post]

1. Não sei nadar

VERDADE. 

Já falei disso aqui.

2. Já parti um braço

VERDADE.

Estava numa aula de ginástica. Devia ter uns 6 anos. A andar em cima da trave. Caí, e adivinhem? Não havia colchão no chão.

3. Não gosto de cerejas

VERDADE.

Já falei disso aqui.

6. Conheci o amor da minha vida num encontro internacional de fitness

VERDADE.

É surpreendente. Mas é verdade. Ele estava a ajudar um amigo, pois era a empresa do amigo que estava a organizar o evento.

Eu fui com uma amiga, que também conhecia esse amigo e conhecia-o a ele.

Nós não fomos propriamente para fazer fitness.

Fomos para passar o dia, visto que tínhamos convites.

Foi lá que nos vimos a primeira vez.

E foi lá que percebemos que ficaríamos juntos... Várias peripécias decorreram depois até ao desenlace. E cá estamos.

7. Uso óculos

VERDADE.

Apesar de não andar com eles o dia todo, uso.

9. Devolvi um animal

VERDADE.

Isso é cá uma história, que ainda a tenho para a contar.

Em resumo: adoptamos um cão, já grande. Chegados a casa, nós os dois e o cão. O cão a ocupar espaço. Muito espaço. Comecei a ficar doida. O cão voltou para a família inicial. [Tratamos de tudo. Assumimos as nossas responsabilidades. E o cão não foi mau tratado, asseguro] Um dia destes, conto esta história.

10. Pastoreei uma ovelha

VERDADE

Pois.

É mesmo verdade.

Vivia em Odivelas. Os meus avós tinham horta e animais. 

A certa altura, o meu avô comprou uma ovelha e um borrego. E de vez em quando, eu ía com ele pastorear.

O pior é que o meu avô deu nome aos bichos: Boneca e Chico.

Eu e o meu irmão, criámos "relação" com eles.

E um dia, entramos lá na garagem e vemos o quê: O Chico e a Boneca, mortos, prontos a serem cozinhados.

Um horror, eu sei.

11. Sou simpatizante do FCP

VERDADE

Apesar de pouco ou nada, ligar ao futebol, é verdade sim senhora.

16. Tive uma osga no cabelo

VERDADE

Lá está.

Os meus avós tinham hortas.

Animais.

Barracões.

Nós andávamos por lá.

Um dia senti algo a cair na minha cabeça.

A minha irmã gritou: é uma osga.

Eu agitei o cabelo e saiu logo.

Mas ainda hoje, só de me lembrar, arrepio-me.

17. Andei de metro com a irmã de uma figura pública

VERDADE.

Esta e outra história muito jeitosa.

Andava na faculdade. Íamos no metro, eu e uma colega.

Ao nosso lado senta-se um menino. Fofinho, despachado. Metemo-nos com ele.

Diz a senhora (avó) que estava com ele: "diz às meninas quem é a tua tia, diz". Senhoras e senhores, quem estava ali era a irmã da Ágata. Tivemos tanta vontade de rir, do insólito, que saímos logo na estação seguinte.

20. Tenho fobia de ratos

VERDADE

É que nem hamsters.

20
Abr18

Verdade ou Mentira: As mentiras

Ana

Ora então, aqui vão as mentiras.

[Desafio neste post]

4. Já fui ao Brasil

MENTIRA.

Não fui.

Mas gostava de ir. Está na lista das viagens a fazer.

5. Sou loura

MENTIRA.

Tenho o cabelo escuro. Já o pintei várias vezes, mas nunca de louro.

8. Tenho 38 anos

MENTIRA.

Pois. Tenho 37. 

12. Candidatei-me a um prémio de literatura

MENTIRA.

Quanto muito a uns concursos na escola.

13. Trabalhei num restaurante

MENTIRA.

Nem nenhuma actividade parecida.

14. Fui vegetariana durante um mês

MENTIRA.

Nem um dia.

15. Vivi no centro de Lisboa

MENTIRA.

Sempre vivi nos arredores.

18. Nunca andei de avião

MENTIRA.

Já andei pois.

19. Já saltei de para-quedas

MENTIRA.

Pois não, nem quero.

20
Abr18

O resultado

Ana

Caros leitores.

Conforme anunciado aqui, sai hoje o resultado deste desafio.

Serão publicados dois post's: um com as mentiras e outro com as verdades.

 

Quanto ao vencedor: não há.

Ninguém acertou todas.

No entanto, fiquei surpreendida com as respostas.

 

Fica a promessa de um passatempo brevemente, com a hipótese de existir um vencedor e receber a respectiva caixa de chocolates.

Aguardem.

18
Abr18

Os meus gatos

Ana

Tenho dois gatos.

Ambos pretos.

 

Um é um gato "anão".

Pequenino e magrinho.

É o gato de sonho de qualquer pessoa.

Quer é colinho. E como é leve, não chateia.

Dêem-lhe um router e ele é feliz. É lá que passa a maior parte do dia.

A menos que haja sol. Se houver sol, ele deita-se ao sol.

Mas mesmo assim, acho que prefere dormir no router.

Desde que o temos já vivemos em três casas. 

Já mudamos de operador de telecomunicações alguma vezes.

O sítio dele continua a ser o mesmo: o router.

Este gato chama-se Churchill.

 

O outro é um gato "a séria".

Rechonchudo.

Foi para nossa casa ainda muito bebé.

Resultado: acha que sou a mãe dele. 

Cada vez que eu ando, ele anda a minha frente. A miar.

É um gato a séria, como disse.

Detesta mudanças. As mudanças de casa foram sempre muito complicadas.

Estranha tudo o que é diferente.

Estranha pessoas que não conhece. Esconde-se e nunca mais aparece. [Agora já menos]

Adora estender-se ao sol.

Adora apanhar moscas.

Este gato chama-se Fidel.

 

Ontem, depois de deitar a miúda, deitei-me eu também.

A ideia era ler um pouco.

Fechei a porta do quarto. [Gosto muito dos meus gatos, mas cada um no seu sítio e lá em casa não se partilham camas com animais]

Mas comecei a ouvir bzzzzzzz.

Olhei para o candeeiro e lá andava uma mosca enorme.

Reclamei.

Marido fez-se de surdo.

Reclamei de novo.

Nada.

Levantei-me.

Saí do quarto e apaguei a luz do quarto.

Fui para a sala.

E a mosca também.

E o Fidel entrou em acção.

Não descansou enquanto não a apanhou.

Depois de a apanhar, comeu-a.

E de seguida, foi beber água.

E eu?

Eu fui dormir, porque o "caminho já estava limpo".

[Satisfeitíssima com o trabalho da minha "fera"]

 

16
Abr18

Verdade ou Mentira

Ana

Alguns destes factos são verdade e outros são mentira.

 

  1. Não sei nadar
  2. Já parti um braço
  3. Não gosto de cerejas
  4. Já fui ao Brasil
  5. Sou loura
  6. Conheci o amor da minha vida num encontro internacional de fitness
  7. Uso óculos
  8. Tenho 38 anos
  9. Devolvi um animal
  10. Pastoreei uma ovelha
  11. Sou simpatizante do FCP
  12. Candidatei-me a um prémio de literatura
  13. Trabalhei num restaurante
  14. Fui vegetariana durante um mês
  15. Vivi no centro de Lisboa
  16. Tive uma osga no cabelo
  17. Andei de metro com a irmã de uma figura pública
  18. Nunca andei de avião
  19. Já saltei de para-quedas
  20. Tenho fobia de ratos

Quem acerta?

 

[Amanhã, publico as respostas]

 

05
Abr18

Em fotos

Ana

Durante as férias, tive mais pelo instagram.

Fica aqui um pequeno resumo em fotos.

IMG_20180322_143344.jpgIMG_20180323_084358.jpgIMG_20180325_135006.jpgIMG_20180328_093145.jpg

IMG_20180328_122241.jpgIMG_20180330_164934.jpgIMG_20180401_144657.jpgIMG_20180402_105603.jpg

Foi muito isto.

Corridas (não podiam faltar).

Passeios.

"Almocinhos de encomenda".

Casa de bonecas improvisada.

Trabalhos manuais.

Caça aos ovos.

Pequeno-almoço especial.

Idas ao parque.

Muitas séries.

Experiencias com receitas (é melhor nem falar nisso)

Comidinha saudável. MUITO chocolate.

Sol.

Foi bom, e quero mais.

23
Fev18

Um dia...

Ana

"Um dia, os teus filhos vão te pedir para ver as fotos, e tu não vais ter"

Foi uma das frases que ouvi, depois de ter comunicado aos outros o meu casamento.

Como já contei aqui, eu e o meu marido casámos os dois um sem dizer nada a ninguém, e sem qualquer convidado/testemunha.

Não tirámos fotos.

Nada.

Uma pessoa com quem eu trabalhava na altura, disse-me a frase lá de cima várias vezes. E eu, "quero lá saber".

Pois esse dia chegou.

Ela pede fotos e acha estranho não haver.

Quando lhe contámos a forma como casámos, achou mal.

Diz que "é um problema tu não teres usado um vestido de noiva".

E quer que nos casemos outra vez, com toda a pompa e circunstância.

Não se cala com isto.

Volta e meio, vem o assunto à baila.

Ela já tem os pormenores todos da cerimónia na cabeça dela.

20
Fev18

Vidas...

Ana

Quantas vezes olhamos para as pessoas e pensamos: mas porque eu não consigo ser assim? porque é que a minha vida não é assim?

Pensamos e questionamos-nos, apenas com base naquilo que vimos. Naquilo que julgamos saber.

É legítimo.

Eu própria, às vezes, perante os problemas dos outros, tenho duas reacções: ou dá-me vontade de rir, do género, "tu sabes lá o que é um problema"; ou fico profundamente irritada e a pensar "mas porque é que é a mim que me acontece sempre o mais complicado?"

Mas não é verdade. Eu sei que não é verdade. No fundo, isto é o mais importante e o que me dá força para o dia a dia. Saber que toda a gente tem problemas. Mas o mais importante, é a forma como lidamos com eles.

 

Não há vidas cor de rosa.

Não há vidas a preto e branco.

Não há vidas arco-íris.

Não há vidas cinzentas.

Não há pessoas a quem acontece tudo de bom.

Não há pessoas a quem acontece tudo de mau.

Há circunstâncias.

Situações.

Que nos colocam em posições fáceis ou difíceis.

 

Em função disso, ao longo dos meus 37 anos já lidei com tudo.

Circunstâncias onde não deveria ter sido posta (nem eu, nem ninguém)

Situações que não soube claramente lidar com elas.

Situações que apenas lidei com elas, e não as resolvi.

Crises, que fui gerindo.

 

Contudo.

Conquistas que alcancei.

Vivências que me deixaram feliz.

Pessoas que me acompanham.

Momentos bons e momentos muito bons.

Força para seguir em frente, quando tudo aponta para trás.

 

Dificuldades.

Superações.

Tristezas.

Alegrias.

Mágoas.

Gargalhadas.

 

Há quem me julgue determinada e forte. Mas às vezes pergunto-me? Será que tenho mesmo essa força. Recuso-me a cair, ou simplesmente não há chão para eu cair? Sou realmente a corajosa que segue em frente perante a adversidade, ou uso apenas um escape para não deixar transparecer o que aqui vai dentro? 

 

A minha história é feita de várias cores. 

E tenho os meus momentos.

A minha vida às vezes é cor de rosa, outras vezes a preto e branco, e outras vezes cinzenta.

Mas algumas vezes é arco-íris.

 

[Mantenha eu a serenidade para perceber que o arco-íris acaba por aparecer sempre]

30
Jan18

Para ficar com água na boca

Ana

Esta semana venho falar-vos de coisas que gosto muito.

De comer, claro está.

 

No top da minha lista de alimentos preferidos está o CHOCOLATE.

ADORO.

Qualquer coisa que tenha chocolate, torna-se irresistível.

E se for quente... Hummmm... Ui, ui...

É croissant com chocolate.

É crepes com chocolate.

É bolo de chocolate.

Bolo de cenoura com cobertura de chocolate.

Chocolate. Amargo. Doce. Simples. Crunch. Com caramelo.

Já perceberam, não é?

 

Depois, outra comidinha que gosto muito muito.

Bacalhau com natas.

Gosto muito mesmo.

E o meu preferido, é mesmo o meu.

 

Saindo do campo dos preferidos, e indo para as coisas que também gosto muito de comer.

Massas. Esparguete à Carbonara.

Lasanha.

Raviolis.

Pizzas.

 

E para finalizar, há sim uns docinhos regionais que eu gosto muito. 

A saber: Ouriços da Ericeira, Travesseiros de Sintra, Trouxas da Malveira.

 

[E fiquemos por aqui, porque a "baba" já vai escorrendo]

Sobre mim

foto do autor

Blogs de Portugal

Também estou aqui

E aqui

Strava

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D