Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

Cá coisas minhas

Este é o meu blog. Onde falo sobre múltiplas coisas. As coisas que me vêem a cabeça.

20
Fev18

Vidas...

Ana

Quantas vezes olhamos para as pessoas e pensamos: mas porque eu não consigo ser assim? porque é que a minha vida não é assim?

Pensamos e questionamos-nos, apenas com base naquilo que vimos. Naquilo que julgamos saber.

É legítimo.

Eu própria, às vezes, perante os problemas dos outros, tenho duas reacções: ou dá-me vontade de rir, do género, "tu sabes lá o que é um problema"; ou fico profundamente irritada e a pensar "mas porque é que é a mim que me acontece sempre o mais complicado?"

Mas não é verdade. Eu sei que não é verdade. No fundo, isto é o mais importante e o que me dá força para o dia a dia. Saber que toda a gente tem problemas. Mas o mais importante, é a forma como lidamos com eles.

 

Não há vidas cor de rosa.

Não há vidas a preto e branco.

Não há vidas arco-íris.

Não há vidas cinzentas.

Não há pessoas a quem acontece tudo de bom.

Não há pessoas a quem acontece tudo de mau.

Há circunstâncias.

Situações.

Que nos colocam em posições fáceis ou difíceis.

 

Em função disso, ao longo dos meus 37 anos já lidei com tudo.

Circunstâncias onde não deveria ter sido posta (nem eu, nem ninguém)

Situações que não soube claramente lidar com elas.

Situações que apenas lidei com elas, e não as resolvi.

Crises, que fui gerindo.

 

Contudo.

Conquistas que alcancei.

Vivências que me deixaram feliz.

Pessoas que me acompanham.

Momentos bons e momentos muito bons.

Força para seguir em frente, quando tudo aponta para trás.

 

Dificuldades.

Superações.

Tristezas.

Alegrias.

Mágoas.

Gargalhadas.

 

Há quem me julgue determinada e forte. Mas às vezes pergunto-me? Será que tenho mesmo essa força. Recuso-me a cair, ou simplesmente não há chão para eu cair? Sou realmente a corajosa que segue em frente perante a adversidade, ou uso apenas um escape para não deixar transparecer o que aqui vai dentro? 

 

A minha história é feita de várias cores. 

E tenho os meus momentos.

A minha vida às vezes é cor de rosa, outras vezes a preto e branco, e outras vezes cinzenta.

Mas algumas vezes é arco-íris.

 

[Mantenha eu a serenidade para perceber que o arco-íris acaba por aparecer sempre]

11 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Nº de Visitas

contador de visitantes

Também estou aqui

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D